Exposição de Sebastião Salgado sobre a Amazônia chega aos últimos dias em SP

Veja como visitar a mostra fotográfica gratuita, que fica em cartaz até domingo, dia 31

Visitante na exposição

Visitante na exposição "Amazônia", de Sebastião Salgado, no Sesc Pompeia Nelson Almeida/AFP

São Paulo

As imagens feitas na Amazônia por Sebastião Salgado, um dos fotógrafos mais premiados do mundo, ficam expostas até domingo, dia 31, em São Paulo.

A mostra "Amazônia" reúne 205 fotografias em preto e branco da maior floresta tropical do planeta e está em cartaz no Sesc Pompeia, com entrada gratuita.

Os registros foram feitos pelo fotógrafo brasileiro durante sete anos e após cerca de 60 viagens à região, ocasiões em que retratou as paisagens e o cotidiano de 12 comunidades indígenas.

A exposição ocupa a área de convivência do Sesc, próxima à entrada da unidade —por isso, não é preciso fazer reserva nem retirar ingresso antecipadamente. Mas, para entrar no local, é necessário usar máscara e apresentar o comprovante de vacinação contra a Covid-19 com ao menos duas doses tomadas ou com a dose única.

Imagem aérea de rio serpenteado, em preto e branco
Vista aérea do rio Jutaí, no Amazonas, em 2017 - Sebastião Salgado/Divulgação

Com curadoria de Lélia Wanick Salgado, este é o trabalho mais recente do fotógrafo, no qual são exibidos rios, árvores, montanhas e rostos dos povos da floresta, muitos dos quais têm enfrentado problemas ambientais como desmatamento e garimpo ilegal.

Inaugurada no espaço cultural em fevereiro deste ano, "Amazônia" já passou por cidades como Londres, Roma e Paris. Em seguida, segue para o Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro.

As fotografias já foram publicadas também numa série de reportagens sobre as expedições de Salgado neste jornal, que acompanhou o contato do fotógrafo com as aldeias.

Amazônia - Sebastião Salgado

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais

Mais lidas