Descrição de chapéu música
Shows

Fique em casa: saiba quais músicas Jup do Bairro está ouvindo na quarentena

Playlist da cantora vai de Cartola a rap de Facção Central; conheça canções de sua carreira

São Paulo

Quem sempre embalou momentos ordinários ou grandiosos com música, agora descobre uma nova relação com ela. Durante o isolamento forçado pelo coronavírus, há quem se dedique a descobrir canções e quem se apegue às antigas para relembrar tempos melhores.

Mas enquanto alguns estão em crise musical e não conseguem escutar nada, outros têm trilha garantida para cada momento do dia. Como é, porém, o isolamento de quem tem a música como profissão?

A seguir, você descobre qual é a trilha da quarentena da cantora, apresentadora e performer Jup do Bairro, além de conhecer um pouco mais de sua carreira com faixas escolhidas pelo Guia.

Para acompanhar a leitura, acesse bit.ly/quarentenadoguia e dê play em todas as listas —também já participaram Criolo, Anavitória, Gaby Amarantos, Ana Frango Elétrico, Ava Rocha, Maria Gadú, Bixiga 70, Vitor Kley e Lucas Santtana.

Jup do Bairro

Cantora, 27 anos

Eu Não Vou Morrer - Ventura Profana & Podeserdesligado (2020)
"Ventura Profana e Podeserdesligado pode ser considerado um encontro pós-apocalíptico de sucesso. Ventura é pastora missionária, cantora, escritora, compositora, performer e artista visual com uma vasta pesquisa em implicações do evangelismo no Brasil.

Podeserdesligado, persona vivida por Jhonatta Vicente, é um dos produtos mais criativos e inquietos que conheço. Juntos apresenta “Eu Não Vou Morrer” que integra o primeiro disco do duo a ser lançado nos próximos dias. Elementos da cultura vogue, o gospel, o techno sob synths marcantes e envolventes são algumas das características que o duo entrega em suas músicas."

Silêncio - Mulambo (2019)
"Mulambo é um dos nomes mais promissores do rap nacional e talvez seja por isso que foi um dos convidados para meu EP de estreia. Ele é arisco, afiado e tem uma composição de deixar muitos dinossauros da música boquiabertos. “Silêncio” trás muito dessa desenvoltura com as palavras e força de Mulambo. Seu álbum de estreia, “Monocromo” é uma enxurrada de referências, poesia e resistência no sentido mais profundo dela."

Preciso Me Encontrar - Cartola (1976)
"Cartola é uma grande referência para mim, e nesse momento de “rir para não chorar”, o tenho visitado com muita frequência. Essa canção é atemporal e urgente. Canção que é interpretada com maestria por MC Tha em seus shows, por exemplo. E sob o delírio de sua plateia, é confirmado que “Preciso Me Encontrar” é gigante em todos os tempos.

Oceano - MC Tha (2019)
"Falando nela, minha amiga e referência, destaco “Oceano”. Lembro de quando ouvi essa música pela primeira vez e quase tive uma sensação de déjà-vu, como se aquelas palavras fossem ditas por mim também. Desde então sempre vou visitar esse “vazio” de MC Tha e flutuo."

Hoje Deus Anda de Blindado - Facção Central (2000)
"'Direto Do Campo de Exterminio', álbum lançado em 2000, do Facção Central, é uma aula de sociopolítica e lutas de classes para esses tempos. É contemporâneo e potente. “Hoje Deus Anda de Blindado” remete muito o cenário em que vivemos, que corpos conseguem se proteger, que corpos conseguem ficar tranquilos em suas construções de cimento caro e sua sanidade garantida e quais são os corpos em zona de risco, quais corpos estão suspensos ao contágio e morte.

Jup do Bairro em cinco canções
Luta por Mim (2020)
All You Need Is Love (2020)
Transgressão (2020)
Vou Te F**** (2020)
Corpo Sem Juízo (2019)

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais