Liberdade feminina é tema de "A Profissão da Sra. Warren", de Bernard Shaw

Peça estreia nesta sexta (11) no Auditório do Masp

Peça "A Profissão da Sra. Warren", em cartaz no Auditório do Masp
Peça "A Profissão da Sra. Warren", em cartaz no Auditório do Masp - Ronaldo Gutierrez/Divulgação
Amanda Ribeiro
São Paulo

A jovem Vivie Warren frequentou os melhores colégios, formou-se em uma ótima faculdade e, aos 22 anos, vive confortavelmente em uma casa de campo custeada com o dinheiro da mãe, com quem nunca conviveu. 

São os questionamentos morais suscitados pela origem desse dinheiro que guiam o espetáculo “A Profissão da Sra. Warren”, texto do autor irlandês Bernard Shaw, vencedor do Prêmio Nobel de Literatura de 1925. A obra ganha montagem brasileira dirigida por Marco Antônio Pâmio a partir desta sexta (11) no Auditório do Masp. 

Na trama, a jovem intelectual procura desfazer qualquer laço com a família depois de descobrir a origem da riqueza da mãe. Ela recusa, inclusive, as tentativas de aproximação da matriarca, que entra em contato pela primeira vez para conhecê-la.

A montagem mantém o texto original, mas opta por transportar a trama do fim do século 19 para os anos 1950, um pouco mais próximos da realidade atual.

Escrita em 1893, a peça foi proibida na Inglaterra por quase dez anos por abordar questões relacionadas à liberdade sexual da mulher, consideradas imorais na época. 

Masp - Masp auditório - Av. Paulista, 1.578, Bela Vista, tel. 3149-5959. 374 lugares. Sex. e sáb.: 21h. Dom.: 20h. Até 1/7. Ingresso: R$ 30 a R$ 50. Ingr. p/ ingressorapido.com.br.
 

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais