Descrição de chapéu teatro
Teatro

Sem dinheiro, Oficina celebra 60 anos com festival para arrecadar fundos

Festival Roda Viva ocorre entre sexta (28) e domingo (30)

Amanda Ribeiro
São Paulo

Ao longo das últimas décadas, o Oficina revitalizou o teatro brasileiro com a peça “O Rei da Vela”, de Oswald de Andrade, um dos marcos do tropicalismo, combateu a ditadura com humor e sarcasmo e se firmou como uma das mais importantes companhias teatrais do país. 

Prestes a completar 60 anos de atividade, o grupo liderado por José Celso Martínez Corrêa organiza uma festa que é também um pedido de ajuda. Com o objetivo de arrecadar fundos para a reforma de seu espaço —eleito em 2015 pelo jornal britânico The Guardian o melhor teatro do mundo na categoria arquitetura— o Oficina apresenta o Festival Roda Viva entre esta sexta (28) e o domingo (30).

Ao longo dos três dias, a sede do Oficina, reformada nos anos 1990 pela arquiteta italiana Lina Bo Bardi (a mesma que projetou a sede do Masp na avenida Paulista) recebe uma série de shows. 

O valor dos ingressos, que é de R$ 60 por dia, e o dinheiro arrecadado no bar, serão integralmente revertidos para a reforma da sede da companhia, instalada no Bexiga. A programação tem atrações como Iara Rennó, Luiza Lian, Ana Cañas e a banda Abacaxepa.

Patrocinado pela Petrobras durante 11 anos, o Oficina perdeu o financiamento em 2016. Ao longo dos últimos dois anos, vem se mantendo sem auxílio, com atos e espetáculos da companhia e de outros grupos.

Teat(r)o Oficina - R. Jaceguai, 520, Bela Vista, região central, tel. 3104-0678. 300 lugares. Sex. e sáb.: 19h às 24h. Dom.: 14h às 22h. Até 30/9. Ingr.: R$ 60. Ingr. p/ compreingressos.com. 

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais