Descrição de chapéu teatro
Teatro

Peça de Alexandre Dal Farra inverte papéis de 'Um Bonde Chamado Desejo'

'Réquiem para o Desejo' estreia nesta sexta (5) no Sesc Ipiranga

Amanda Ribeiro
São Paulo

Em “Um Bonde Chamado Desejo”, do americano Tennessee Williams, Blanche é uma mulher atormentada que tenta fugir do próprio passado abandonando a cidadezinha onde mora. Os fantasmas, no entanto, acabam por acompanhá-la quando decide visitar a doce irmã Stella. Ali, é cortejada pelo tímido Mitch e oprimida pelo cunhado Stanley.

Grande parte da trama se desenrola graças à relação de Blanche com esses três personagens. Foi tentando imaginar o que aconteceria se suas personalidades fossem invertidas que Alexandre Dal Farra compôs “Réquiem para o Desejo”, seu novo espetáculo. 

A peça, que estreia nesta sexta (5) no Sesc Ipiranga, tem direção de Ruy Cortez e Gilda Nomacce, Jorge Emil, Marcos Suchara e Ondina Clais no elenco.

Na trama, Blanche é atormentada por Stella e seu marido. Em determinado ponto da história, junta-se à trupe o agressivo operário Mitch. A partir disso, são discutidas questões como machismo e misoginia.

O espetáculo faz parte da Pentalogia do Feminino, série de textos encenados por Ruy Cortez e Ondina Clais que abordam temas relacionados ao universo feminino. 

Sesc Ipiranga - R. Bom Pastor, 822, Ipiranga, tel. 3340-2000. Sex. e sáb.: 21h. Dom.: 18h. Estreia sexta (5). Até 4/11. Não haverá espetáculo no domingo (7). Ingr.: R$ 9 a R$ 30.

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais