Texto que já foi encenado por Beatriz Segall volta aos palcos com Eva Wilma e Suely Franco

"Quarta-feira, sem Falta,  Lá em Casa", com Suely Franco e Eva Wilma
"Quarta-feira, sem Falta, Lá em Casa", com Suely Franco e Eva Wilma - Caio Gallucci/Divulgação
Amanda Ribeiro
São Paulo

Alcina e Laura são duas mulheres cariocas de meia-idade que se reúnem todas as quartas-feiras para falar sobre a vida. Conversam sobre a família, os amigos, os amores passados e as experiências e momentos que não voltam mais. 

Em uma dessas tardes, no entanto, uma conversa traz à tona as diferenças entre elas. O mal-estar que se instala a partir de então guia a peça “Quarta-Feira, sem Falta, Lá em Casa”, texto de Mário Brasini que estreia nesta sexta (5) no Teatro Porto Seguro.

Na trama, protagonizada por Suely Franco e Eva Wilma e dirigida por Alexandre Heinecke, as duas não conseguem aceitar o fato de que não se conhecem tão bem quanto imaginam. Amigas há 40 anos, elas acabam revelando antigos segredos que podem colocar em xeque a relação.

Ao longo da história, também ficam evidentes as diferenças entre elas. Enquanto Alcina é falante e impulsiva, Laura se mostra pensativa e irônica.

Escrita em 1976, a peça de Brasini já recebeu diversas montagens. Em 2002, foi encenada por Beatriz Segall e Mirian Pires no Teatro Renaissance.

Teatro Porto Seguro - Al. Br. de Piracicaba, 740, Campos Elíseos, tel. 3226-7300. 496 lugares. Sex. e sáb.: 21h. Dom.: 19h. Estreia sexta (5). Até 25/11. Ingr.: R$ 70 a R$ 90.
 

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais