Veja 10 lugares com bom wi-fi para fazer home office fora de casa em SP

Cafeterias, bibliotecas e espaços de coworking oferecem internet, muitos sem cobrar nada

Ana Elisa Faria
São Paulo

Depois de mais de dois anos de pandemia, o home office já cansou bastante gente, que não aguenta mais trabalhar em casa, e também muitas empresas, que cada vez mais desejam seus funcionários por perto. Mas o trabalho remoto ainda resiste em São Paulo.

Mesmo com o número de casos de Covid-19 baixando há meses na cidade, algumas companhias adotaram o formato de trabalho híbrido, permitindo que o funcionário vá ao escritório esporadicamente, para reuniões ou em datas com tarefas específicas.

Visitantes do Centro Cultural São Paulo (CCSP) aproveitam o wi-fi gratuito do local para trabalhar e estudar
Visitantes do Centro Cultural São Paulo (CCSP) aproveitam o wi-fi gratuito do local para trabalhar e estudar - Adriano Vizoni/Folhapress

Nos demais dias, é possível ficar em casa —ou, como tudo está aberto e funcionando normalmente na capital, é uma chance de fazer o home office fora de casa. Pensando nesse público, selecionamos dez locais, em todas as regiões, que oferecem internet e ambiente aconchegante para um "office" diferente, com cafezinho, comidas e belas vistas para arejar o corre-corre do dia a dia. Muitos têm wi-fi gratuito ou exigem apenas uma consumação.

São bibliotecas públicas, cafés, centros culturais, espaços de coworking e lanchonetes que estão fazendo as vezes de escritório. Nem todos os locais listados, porém, são silenciosos para atividades profissionais que exigem concentração máxima. Por isso, a dica é não esquecer os fones de ouvido.

Anote os endereços abaixo, pegue o notebook e bom trabalho.

Biblioteca Lenyra Fraccaroli
Dedicado à literatura infantojuvenil, o espaço oferece ao público uma programação cultural intensa, com saraus, espetáculos teatrais, shows e contação de histórias, além de promover cursos e oficinas. Mas lá dentro tem o Telecentro, um ambiente calmo, com computadores e internet gratuita, onde é possível trabalhar ou estudar.
Pça. Haroldo Daltro, 451, Vila Nova Manchester, zona leste, @bplenyrafraccaroli. Seg. a sex., das 9h às 18h; sáb., das 10h às 17h


Biblioteca Parque Villa-Lobos
Em meio ao verde do parque, chama a atenção a construção de 4.000 metros quadrados. A BVL é um modelo de biblioteca que, além de oferecer wi-fi gratuito, tem à disposição 90 computadores com acesso à internet. Pelo chão, há tomadas para carregar o notebook. O local tem vários ambientes, uns mais silenciosos, como a sala de coworking, outros menos.
Av. Queiroz Filho, 1.205, Alto de Pinheiros, zona oeste, tel. (11) 3024-2500, bvl.org.br. Ter. a dom., das 9h30 às 18h30

SÃO PAULO, SP, 04.12.2019 ? BANCO DE SÃO PAULO - TETOS ? Biblioteca do Parque Villa-Lobos. (Foto: Carolina Daffara/Folhapress)
Toda área da biblioteca do Parque Villa-Lobos oferece cobertura de rede wi-fi de internet - Carolina Daffara

Centro Cultural São Paulo
Diariamente, o centro cultural recebe gente que busca um lugarzinho ao sol, no terraço, ou à sombra, na biblioteca, para trabalhar ou estudar. Com wi-fi grátis da rede pública fornecida pela prefeitura, é possível se conectar também no restaurante, no foyer e na área de convivência.
R. Vergueiro, 1.000, Paraíso, zona sul, tel. (11) 3397-4002, centrocultural.sp.gov.br. Todos os dias, das 10h às 22h

A área da biblioteca e acervo do CCSP também oferece wifi aos visitantes
A área da biblioteca e acervo do CCSP também oferece wi-fi aos visitantes - Adriano Vizoni/Folhapress

Coffee Lab
A cafeteria da barista Isabela Raposeiras acolhe quem quer mudar os ares do home office e, de quebra, apreciar um bom cafezinho. O wi-fi é aberto aos clientes num ambiente de decoração vintage-industrial e cheio de plantas. Para quem vai passar horas ali trabalhando, a dica é pedir o refil de café. Por R$ 22, você prova três diferentes tipos da bebida.
R. Fradique Coutinho, 1.340, Vila Madalena, zona oeste, tel. (11) 3375-7400, coffeelab.com.br. Todos os dias, das 9h às 18h


Dona Vitamina
Muitos moradores de Pinheiros e redondezas têm cadeira cativa para o trabalho (acompanhado de um bom café, um suquinho ou um prato leve) nesta espécie de "lanchonete office", conhecida por servir quitutes naturebas e pelo wi-fi gratuito. No café da manhã e no almoço, o local é disputado, mas não deixa de ser uma opção para reuniões descontraídas ou um dia de trabalho que não pede um ambiente tão silencioso.
R. Mateus Grou, 152, Pinheiros, zona oeste, tel. (11) 3063-0582, Instagram @donavitamina. Seg. a sáb., das 8h às 20h; dom., das 8h às 18h


Sesc Pompeia
Muitas das unidades do Sesc têm áreas para estudo e trabalho, mas o Sesc Pompeia é um dos queridinhos de estudantes e funcionários à procura de um escritório diferente. No Espaço de Leitura, o público pode consultar jornais e revistas, além de acessar a internet. As mesinhas de madeira são compartilhadas e também há sofás espalhados pelo ambiente. A pausa para o almoço pode ser curtida na Comedoria, que serve comida a preços justos.
R. Clélia, 93, Água Branca, zona oeste, tel. (11) 3871-7700, sescsp.org.br/unidades/pompeia. Ter. a sáb., das 10h às 22h; dom., das 10h às 19h

Espaço com mesas e cadeiras de madeira, luminárias verdes e pessoas trabalhando
O Sesc Pompéia, na região oeste, é mais um opção para quem quer usar wi-fi grátis - Divulgação

Starbucks
A famosa rede norte-americana de cafeterias tem cerca de 60 unidades na capital paulista. Todas têm infraestrutura similar, com mesas para pequenos grupos, mesões compartilháveis, cadeiras, bancos, sofás, internet à vontade a partir da compra de qualquer item —a senha do wi-fi vem na nota fiscal— e tomadas espalhadas. As lojas costumam ser movimentadas, então, se o trabalho exige muita concentração, não esqueça dos fones de ouvido.
Vários endereços. Unidade Braz Leme: av. Braz Leme, 1.200, Santana, zona norte, starbucks.com.br. Seg. a sex., das 7h às 22h; sáb. e dom., das 10h às 22h

Ambiente interno de uma loja da Starbucks, com meses e cadeiras
A rede de cafeterias Starbucks, é conhecida por ser ponto de encontro para trabalhos e reuniões, e claro, não poderia faltar o wi-fi - Gustavo Cabral/Divulgação

Teia
O projeto gratuito da prefeitura conta, atualmente, com 17 unidades espalhadas por vários bairros, da região central ao extremo da zona leste. Esses coworkings oferecem acesso a espaços compartilhados de trabalho, com internet, mesas de reunião e copa. Promovem ainda cursos e palestras relacionados a empreendedorismo. Para trabalhar ali, basta entrar no site e preencher um formulário de agendamento.
Vários endereços. Unidade Jaçanã: av. Dep. Emílio Carlos, 3.641, Vila dos Andrades, zona norte, adesampa.com.br/teia/portfolio. Ter. a sex., das 11h às 19h15; sáb., das 11h às 18h


Trampolim Startup Café
Instalado no hotel Ibis Budget da Consolação, o espaço é vizinho da estação Paulista do metrô. Com ares de startup moderninha, tem wi-fi rápido, telas para apresentações e nichos que abrigam pequenas reuniões. Ideal para quem precisa trabalhar até mais tarde ou aos fins de semana, o local funciona todos os dias até as 22h. Para quem precisa de concentração, entre 14h e 19h o ambiente fica mais tranquilo. Para usar o coworking, basta consumir algo do cardápio, que inclui itens como cafezinho, pê-efes e lanches.
R. da Consolação, 2.303, Consolação, região central, cafetrampolim.com.br. Todos os dias, das 12h às 22h


Work/Café Santander
Não precisa ser correntista do Santander para frequentar um dos oito espaços híbridos de café e coworking que o banco tem na cidade —os locais oferecem, gratuitamente, estações de trabalho e wi-fi para todos. Mas, se você for cliente, há algumas vantagens: 30% de desconto nos produtos da cafeteria e a possibilidade de reservar uma sala privativa para reuniões.
​Vários endereços. Unidade Vila Olímpia: r. das Olimpíadas, 120, Vila Olímpia, zona oeste, santander.com.br/campanhas/work-cafe. Seg. a sex., das 10h às 17h30

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais