Festa junina faz mistura de drag queens e forró na zona leste de SP

No Jardim Romano, Arraiá das Drags levanta a bandeira LGBTQIA+ com quadrilha e quentão

Cleberson Santos
São Paulo

A festa junina tem tudo a que tem direito: forró, quadrilha, comidas típicas, bingo. Mas logo aparecem as perucas, as roupas brilhantes, as maquiagens e as performances. É que nesse arraial, a grande atração são os shows de drag queens.

Essa é a proposta do Arraiá das Drags, evento que será realizado no próximo sábado, dia 25, nas ruas do Jardim Romano, na zona leste de São Paulo.

Arraiá das Drags na zona leste de SP
Arraiá das Drags, festa junina LGBTQIA+ na zona leste de São Paulo - Mylenna Costa/Divulgação

A programação é organizada pelo Coletivo Acuenda, que desde 2014 promove eventos sobre arte drag queen e LGBTQIA+ nas periferias da capital paulista. A festa junina marca o aniversário de oito anos do grupo.

"Desde que começamos, a gente viu que dava certo ter drags em um evento junino", conta Bruno Fuziwara, 29, ator e produtor do Acuenda. "A gente sempre tenta trazer músicas mais puxadas para o forró ou de artistas nordestinos. Tem toda uma dramaturgia."

A personagem interpretada pelo ator, aliás, chama-se Dhiana D’Água e faz referência ao histórico de enchentes na região do Jardim Romano.

"Ela foi batizada pelo ator Renato Carreira, que deu o nome de Dhiana e depois falou que precisava de um sobrenome, bem no primeiro dia em que eu me montei. Passei por muitas enchentes, sou a rainha da enchente, que saiu da lama e sobreviveu. Gostei do nome", relembra ele.

Segundo Fuziwara, o Arraiá das Drags é um dos eventos que mais engaja os moradores do bairro, que estão acostumados não só com as performances, mas também com os espetáculos teatrais de outro coletivo da região, o Estopô Balaio.

"Os moradores ficam muito felizes com a festa, porque a gente acaba girando a economia do bairro, fazendo com que eles tenham uma renda extra. É uma oportunidade de fazer um dinheirinho."

As barracas com os quitutes juninos são montados pelos próprios vizinhos, que também ficam com o lucro das vendas. Já o grupo Acuenda arrecada o valor das rifas e do bingo, que neste ano dará uma fritadeira elétrica ao vencedor.

David Costa, 27, que também é ator e drag queen, fala que o Jardim Romano é o lugar onde ele se sente mais à vontade para apresentar sua personagem, Warralla Blacberry. Ele nasceu em Natal, capital do Rio Grande do Norte, e vive em São Paulo há quatro anos.

"O bairro respeita muito a drag enquanto artista, sabe que é uma pessoa fazendo um trabalho. Eu não podia sair em todos os lugares de Natal montada. Aqui no Romano, sim", conta Costa.

Arraiá das Drags na zona leste de SP
Apresentação de dança no Arraiá das Drags - Mylenna Costa/Divulgação

Além dos shows, as drags também participam da quadrilha. "A gente dança com o público, bebe junto, conversa. Faz uma quadrilha que envolve todo mundo para dançar juntos na rua", comenta Fuziwara.

Junto à festa presencial, o evento também terá transmissão no canal do Coletivo Acuenda no YouTube. O formato da live foi usado pelo grupo em 2020 e 2021 por causa da pandemia de Covid-19 e das restrições às programações presenciais.

"São dois anos sem fazer festa junina, então muita gente está dizendo que vem. Estamos esperando que a festa esteja lotada", projeta o produtor.

Arraiá das Drags

  • Quando Sábado (25), a partir das 18h
  • Onde Rua Adobe, s/nº, em frente à estação Jardim Romano da linha 12-Safira da CPTM
  • Preço Grátis
Agência Mural

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais