No mês do orgulho LGBTQIA+, veja filmes e séries para cada letra da sigla no streaming

Seleção conta com produções como 'Moonlight', 'Carol', 'Uma Mulher Fantástica' e 'XXY'

São Paulo

Já faz tempo que o primeiro beijo gay apareceu nas telas de cinema. O selinho dado entre Buddy Rogers e Richard Arlen, que interpretam dois amigos no filme "Asas", de 1927, entrou para a história por causa do Oscar de melhor filme e do afeto entre dois homens retratado na obra —o que, 95 anos depois, ainda causa assombro em parte da sociedade e no presidente Jair Bolsonaro.

Para celebrar o mês da diversidade, que conta ainda com a Parada do Orgulho LGBT neste fim de semana em São Paulo, o streaming agrupa diversos —literalmente— filmes e séries que abordam as diferentes sexualidades, gêneros e formas de amar.

Cena de 'Moonlight'
Cena de 'Moonlight', filme vencedor do Oscar - Divulgação

Selecionamos a seguir filmes ou seriados para cada letra da sigla LGBTQIA+. São oito produções que retratam lésbicas, bissexuais, transexuais e toda uma diversidade exibida em títulos de diferentes épocas, muitos deles premiados. Se assistir a um por dia, é possível criar a sua própria semana do orgulho sem sair de casa.

Quem inicia a lista é o francês "Retrato de Uma Jovem em Chamas", sobre duas mulheres que se apaixonam mesmo com uma delas prestes a se casar. Já o premiado "Moonlight: Sob a Luz do Luar", apresenta a vida de um jovem negro que encontra dilemas no crime e no amor por outro homem.

"Carol" traz uma balconista de loja que se apaixona por uma cliente casada. Enquanto em "Uma Mulher Fantástica", uma garçonete enfrenta dificuldades por ser uma mulher trans.

Fecham a lista "Meninos Não Choram", em que um homem trans sofre trágicas consequências por se relacionar com uma mulher, "Queer Eye", que acompanha cinco homens gays ajudando participantes a ganhar confiança, e "XXY", que conta a história de Alex, que nasceu com características sexuais tanto femininas quanto masculinas.

Por fim, há a segunda temporada da série "Sex Education", em que uma jovem se sente envergonhada por não sentir atração sexual. Todas as produções estão disponíveis no streaming. Veja a seguir.

Lésbicas

Retrato de Uma Jovem em Chamas
Uma pintora na França é encarregada de fazer o retrato de uma noiva que se viu obrigada a se casar. Mas os dias observando a jovem acabam despertando nela uma paixão pela modelo —até que as duas acabam se aproximando e vivendo um romance lésbico. O longa venceu o prêmio de melhor roteiro no Festival de Cannes em 2019.
França, 2019. Direção: Céline Sciamma. Com: Noémie Merlant, Adèle Haenel e Luàna Bajrami. 14 anos. Em Globoplay e Telecine


Gays

Moonlight: Sob a Luz do Luar
Dirigida por Barry Jenkins e com oito indicações ao Oscars, tendo vencido em 2017 a estatueta a de melhor filme, a trama acompanha três fases da vida de Chiron, um rapaz negro que vive na periferia de Miami e precisa encarar a violência local, os dilemas do crime e a aceitação de sua sexualidade e a paixão por um amigo.
Estados Unidos, 2016. Direção: Barry Jenkins. Com: Mahershala Ali, Trevante Rhodes e Ashton Sanders. 18 anos. Na HBO Max


Bissexuais

Carol
Therese Belivet, na pele da atriz Rooney Mara, vive uma atendente de uma loja de brinquedos que se encanta por Carol, interpretada por Cate Blanchett, uma cliente que viveu a vida ao lado do marido e está prestes a se divorciar. Quando Carol busca um presente de Natal para filha, as duas se aproximam e vivem uma paixão. Mara foi indicada ao Oscar de melhor atriz coadjuvante.
EUA, 2015. Direção: Todd Haynes. Com: Cate Blanchett, Rooney Mara e Kyle Chandler. 14 anos. No Amazon Prime Video

Cena do longa "Carol", de 2015 - Divulgação

Transexuais

Uma Mulher Fantástica
Marina é uma mulher transexual que trabalha como garçonete enquanto seu verdadeiro sonho é ser cantora de sucesso. Para isso, ela canta durante a noite em vários clubes da cidade. Até que é surpreendida pela morte inesperada de Orlando, seu namorado. O longa venceu o Oscar de melhor filme internacional em 2018.
Chile, Espanha e Alemanha, 2017. Direção: Sebastián Lelio. Com: Daniela Vega, Francisco Reyes e Luis Gnecco. 14 anos. Na Netflix

Cena de do filme "Uma Mulher Fantástica" - Divulgação

Meninos Não Choram
Com fortes cenas de violência, a trama acompanha a vida de Brandon Teena, uma mulher que decide ser homem. Ela começa um caso de amor com uma mãe solteira de uma cidade do interior dos Estados Unidos. Quando a família da mulher descobre que ela é uma pessoa trans, isso gera consequências trágicas. O longa rendeu o prêmio de melhor atriz para Hilary Swank no Oscar de 2000.
EUA, 1999. Direção: Kimberly Peirce. Com: Chloë Sevigny, Peter Sarsgaard e Lecy Goranson. 18 anos. No Star+

Cena do filme "Meninos não Choram", de 1999 - Divulgação

Queer

Queer Eye - Mais que um Makeover
Com seis temporadas, o reality show é um repeteco do programa de 2003. As câmeras acompanham os homens gays Bobby, Antoni, Karamo e Tan, além de Jonathan, que se identifica como pessoa não binária. A cada episódio, o grupo busca ajudar pessoas a transformar não apenas o guarda-roupa, mas seu estilo de vida. ​
EUA, 2018. Criador: David Collins. 12 anos. Seis temporadas na Netflix


Intersexuais

XXY
O filme argentino de 2007 foi premiado em Cannes e com o Goya, espécie de Oscar espanhol, ao contar a história de Alex, que nasceu com características genitais tanto masculinas quanto femininas. Quando seus pais resolvem levá-la para uma região mais isolada, ela acaba se apaixonando por um jovem recém-chegado ao local.
Argentina, 2017. Diretora: Lucía Puenzo. Com: Ricardo Darín, Inés Efron e Valeria Bertuccelli. 16 anos. Na Netflix

Cena do longa argentino "XXY", de Lucia Puenzo. - Divulgação

Assexuais

Sex Education
A série, que é conhecida por abordar temas que envolvem sexualidade na juventude, reservou um episódio para falar sobre os assexuais. No quarto episódio da segunda temporada, a trama se debruça sobre a personagem Florence, que questiona a sua sexualidade. Durante uma conversa com Jean, a sexóloga do colégio, ela diz temer "estar quebrada", referindo-se à falta de desejo sexual.
EUA, 2019. Criador: Laurie Nunn. Com: Gillian Anderson, Kedar Williams-Stirling e Mimi Keene. Segunda temporada, ep. quatro. 16 anos. Na Netflix

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais