Descrição de chapéu teatro
Teatro

Melhores de 2018: confira as estreias de teatro selecionadas pelo júri do Guia

Foram eleitos eventos em várias categorias

São Paulo

Na eleição dos melhores eventos de 2018, o espetáculo "Odisseia", da Cia. Hiato, liderou o ranking de melhor estreia de teatro do ano no júri convidado pelo Guia com quatro pontos. Na votação popular, a peça escolhida foi  "1984", com direção de Zé Henrique de Paula.

O espetáculo foi votado por dois jurados em segundo lugar e ficou à frente de "Buraquinhos", "CérebroCoração", "Lugar Nenhum", "Molière" e "Revoltar", todos empatados em segundo lugar, com três pontos.

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

Foram escolhidos cinco jurados para cada categoria.

Cada integrante do júri elegeu três destaques em ordem de preferência.

Foram atribuídos pontos para cada voto da seguinte maneira:
    1º lugar - 3 pontos
    2º lugar - 2 pontos
    3º lugar - 1 ponto

Em caso de empate no número de pontos, vence quem teve votos mais qualificados. Por exemplo, uma indicação em primeiro lugar (3 pontos) vale mais que uma indicação em segundo somada a outra em terceiro lugar (os mesmos 3 pontos); uma indicação em primeiro lugar somada a uma em terceiro lugar (4 pontos) fica na frente de dois segundos lugares (os mesmos 4 pontos)

"Buraquinhos ou o Vento É Inimigo do Picumã", do Coletivo Carcaça de Poéticas Negras
"Buraquinhos ou o Vento É Inimigo do Picumã", do Coletivo Carcaça de Poéticas Negras - Alexandra Nohvais/Divulgação

Amilton de Azevedo
Professor e crítico de teatro 

1) Buraquinhos ou o Vento É Inimigo do Picumã 
tema urgente, direção inventiva, elenco talentoso e dramaturgia poderosa

2) Odisseia 
pelo desenvolvimento da linguagem da companhia e sua potência frente ao público

3) Epidemia Prata
encara, esteticamente, as tentativas e a impotência frente ao próprio contexto]

Cena de "Revoltar", peça da Cia. Livre
Cena de "Revoltar", peça da Cia. Livre - Cacá Bernardes/Divulgação

Bruno Machado
Jornalista e crítico de teatro

1) Revoltar
espetáculo caleidoscópico da Cia. Livre, belo e complexo e como um arquipélago

2) Insones
pequeno tratado dramatúrgico sobre as neuroses contemporâneas

3) As 3 Uiaras de SP City
marco para a visibilidade trans; capítulo doído da história dos LGBTs no Brasil

Lenise Pinheiro
coautora do blog Cacilda

1) Molière
humor satírico para mesclar estilos, melodias, cores e texturas

2) Refúgio
teatro sem limites; 
o poder da síntese e da sintaxe escorrendo pelos corpos dos atores

3) Homem ao Vento
o ponto de vista do criador; os pingos postos nos is

Maria Luísa Barsanelli
Repórter de teatro da Ilustrada

1) CérebroCoração
Mariana Lima em belo equilíbrio de razão e emoção

2) Odisseia
bela costura de histórias pessoais com o épico de Homero

3) Agosto
encenação enxuta e ótimas atuações dão solidez ao drama de Tracy  Letts

"Lugar Nenhum", espetáculo da Cia. do Latão
"Lugar Nenhum", espetáculo da Cia. do Latão - Maurício Battistuci/Divulgação

Paulo Bio
Crítico de teatro

1) Lugar Nenhum
compreensão avançada da obra de Tchékhov e de suas semelhanças com o Brasil

2) Navalha na Carne Negra
atuações impressionantes numa violenta imagem do que somos enquanto país

3) Roda Viva
apesar do idealismo, ótima satira política e retomada do melhor espírito de 1968) 

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais