Descrição de chapéu teatro música
Teatro

'Macunaíma' ganha versão musical, com canções que vão do ianomâmi ao alemão

Por trás de sucessos como 'Elza' e 'Gonzagão', Andréa Alves traz espetáculo a SP

São Paulo

Responsável por espetáculos premiados, como “Gonzagão - A Lenda” (2013), “Suassuna - O Auto do Reino do Sol” (2017) e o mais recente “Elza” (2018), Andréa Alves se propõe agora a produzir uma das obras mais emblemáticas da literatura brasileira, “Macunaíma”, de Mário de Andrade. Ela define a nova empreitada como um marco na própria carreira. 

Para contar a história do herói sem nenhum caráter, Alves convida Alfredo Del-Penho e Beto Lemos, que compuseram mais de 70 músicas em dez idiomas diferentes, do ianomâmi ao alemão, passando por “línguas inventadas”. A maioria é executada ao vivo pelos dois e por parte do elenco. 

Completam a narração vozes ilustres, como a de Arnaldo Antunes e Maria Bethânia, que recita um trecho de “Aquarela do Brasil”. 

Sob a direção de Bia Lessa e encenada pela companhia A Barca dos Corações Partidos, o espetáculo, que se define como uma “rapsódia musical”, estreia nesta sexta (19), no Sesc Vila Mariana.

Uma feliz coincidência é o nome que leva a sala que recebe a montagem, Antunes Filho. O diretor, morto em maio deste ano, montou uma das versões mais conhecidas desta mesma peça, em 1978.

Sesc Vila Mariana - teatro Antunes Filho - R. Pelotas, 141, Vila Mariana, tel. 5080-3000. Qua.: 15h. Qui. a sáb.: 20h. Dom.: 18h. Estreia sex. (19). Até 15/8. Ingr.: R$ 15 a R$ 50 p/ sescsp.org.br. 

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais