Descrição de chapéu Artes Cênicas
Teatro

Funk, passinho e autodefesa guiam espetáculos de festival grátis de dança em SP

Mostra de Dança Itaú Cultural tem ingressos para apresentações presenciais e virtuais

Flávia Albuquerque
São Paulo

Por que dançamos? É com essa pergunta que começa a 5ª Mostra de Dança Itaú Cultural, em São Paulo, que traz espetáculos presenciais e online e convidados de oito estados e três países —tudo gratuito.

A programação digital é mais extensa e vai até o dia 1º de maio. Já as atividades presenciais, na sede do instituto, na avenida Paulista, começam nesta quarta, dia 13, e vão até domingo, dia 17. Os ingressos devem ser reservados pelo site do centro cultural.

Os artistas da dança Davi Pontes e Wallace Ferreira apresentam 'Repertório N.2', uma espécie de coreográfica que remete à prática de autodefesa
Os artistas da dança Davi Pontes e Wallace Ferreira apresentam 'Repertório N.2', coreográfica que remete à prática de autodefesa - Matheus Freitas/Divulgação

A abertura, nesta quarta (13) e na quinta (14), às 20h, fica a cargo do espetáculo "Graça - Uma Economia da Encarnação", da Cia Gira Dança, do Rio Grande do Norte. É a estreia nos palcos, depois de a obra ter sido exibida virtualmente na forma de um dança-filme no início deste ano. ​A apresentação, criada em parceria com a coreógrafa e bailarina Elisabete Finger, exibe corpos pintados de lilás e de vermelho, representando diferentes histórias acumuladas, desbotadas e dissolvidas.

Já na quinta (14) e na sexta (15), às 19h, os artistas Davi Pontes e Wallace Ferreira, do Rio de Janeiro, apresentam "Repertório N.2", no qual criam uma experiência coreográfica a partir de práticas de autodefesa. Já questões raciais entram em cena com "Vala: Corpos Negros e Sobrevidas", novo espetáculo que a Cia Sansacroma, de São Paulo, apresentada no sábado, dia 16, às 20h. Inspirada no Cemitério dos Pretos Novos, localizado no Rio, a peça denuncia a morte de pessoas pretas ao longo do tempo.

A mostra presencial termina no dia 17, domingo, às 19h, com "Ou 9 ou 80", com a Clarin Cia de Dança, do coreógrafo Kelson Barros. O espetáculo usa o universo do passinho e do funk para contar a história de dançarinos —entre eles, Iguinho Imperador, Juju ZL, Mario MLK Bros, Pablinho Idd, Yoshi Mhoroox, Yure Idd e RD Ritmado, das periferias do Rio de Janeiro e de São Paulo.

Por outro lado, a programação online terá espetáculos da região Norte e uma mostra com artistas do Espírito Santo, além de debates. Do Amapá, a Cia Casa Circo de Artes Integradas leva aos palcos "A Mulher do Fim do Mundo", que usa o mesmo nome da música de Elza Soares e no qual a atriz e bailarina Ana Caroline vive as reflexões de uma mulher negra.

O solo "Apoena – Aquele que Vê Longe", da amazonense Francis Baiardi, aborda questões como ancestralidade, direitos e expropriação. Na sexta-feira, dia 15, entra no ar às 20h, no canal do YouTube do Itaú Cultural, o espetáculo "Insolente", do Grupo Gestus, que ficará disponível até 1º de maio e traz a artista Gilsamara Moura, a bailarina argentina Alejandra Días Lanz e a turca Pinar Selek em um espetáculo que costura um olhar sobre a mulher e seus medos.

Mais informações sobre a programação estão no site do centro cultural.

5ª Mostra de Dança Itaú Cultural

  • Quando 13 a 17 de abril (presencial); online até 1º de maio
  • Onde presencial: Itaú Cultural - av. Paulista, 149; online em itaucultural.org.br e youtube/itaucultural
  • Preço Grátis (ingressos para a programação presencial reservados pelo site)
  • Link: https://itaucultural.org.br
Agência Brasil

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais