Espetáculo infantil passeia por repertório de Luiz Gonzaga

"Sanfona Velha do Fole Furado" é um espetáculo de teatro de bonecos que convida o público a incursionar pelo repertório do rei do baião, Luiz Gonzaga (1912-1989).

Quem conduz a plateia numa aventura musical permeada por baião, xote e xaxado são Cris Miguel, com sua sanfona, e Danilo Tomic, no piano. No caminho, há clássicos como "Boiadeiro", "Nem se Despediu de Mim" e "Sabiá".

Elenco de "Sanfona Velha do Fole Furado"
Elenco de "Sanfona Velha do Fole Furado" - Claudio Higa/Divulgação
Elenco de

Elenco de "Sanfona Velha do Fole Furado"

Claudio Higa/Divulgação

A dupla conta histórias, canta, toca e manipula bonecos pela técnica japonesa batizada de "bunrako". Tudo para apresentar a saga de Severino, um cabra cearense que é neto de cangaceiro e medroso que só.

Apaixonado pelo som da sanfona, ele sai rumo ao Rio de Janeiro em busca desse instrumento, vivendo peripécias num enredo circular. Matreiro, faz a plateia rir ao descer ao inferno para conversar com o Diabo e conquistar seu objeto de desejo: uma sanfona que era do Mestre Lua.

Num cenário modesto, a peça tem boa costura de elementos da cultura nordestina. Lá pelas tantas, a dupla de atores até transforma a plateia em um forrozinho animado.

A veia de clown de Cris Miguel é expressa principalmente nas tiradas que ficam por conta da mula Sebastiana, parceira de Severino na viagem. Os erros da estreia, sempre um pouco tensa, foram a deixa para boas piadas.

Avaliação: bom
Indicação do "Guia": acima de 4 anos

Sesc Santo Amaro - teatro - r. Amador Bueno, 505, Santo Amaro, região sul, tel. 5541-4000. 279 lugares. Dom.: 14h. Até 15/11. Ingresso: R$ 5 a R$ 17. Até 12 anos: Grátis.

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais