Descrição de chapéu teatro
Teatro

Comédia francesa com Miguel Falabella e Zezé Polessa faz piada com a monogamia

'A Mentira' estreia nesta sexta (4), no Teatro Frei Caneca

Manuela Tecchio
São Paulo

Nesta comédia do francês Florian Zeller adaptada por Miguel Falabella —que também protagoniza a trama ao lado de Zezé Polessa, Karin Hils e Frederico Reuter— dois casais se envolvem numa história de traições e falsidade em contraponto com a lealdade  e a amizade verdadeira.

“A Mentira”, que já esteve em cartaz na Europa, numa bem-sucedida temporada, e passou por algumas cidades brasileiras, chega à capital paulista nesta sexta (4), às 21h, no palco do Teatro Frei Caneca, onde fica em exibição por cerca de dois meses, até 24/11.

Na trama, Alice surpreende o marido de sua melhor amiga, que anda de braços dados com outra mulher na rua. A situação gera um dilema ético: contar ou não a verdade à sua amiga? Então, seu próprio marido tenta convencê-la a ficar quieta. Resta dúvida, porém, sobre a natureza de sua atitude. A postura é uma defesa em nome do compadre ou ele também tem algo a esconder?

Interessante, do ponto de vista do público, podem ser os pontos cegos de cada personagem, já que não é possível dizer, com certeza, quem é honesto ou não na história. 

Entre as questões abordadas, piadas à parte, está a saúde das relações monogâmicas na sociedade contemporânea.

Teatro Frei Caneca - R. Frei Caneca, 569, 7º andar, Consolação, região central, tel. 3472-2230. 600 lugares. Sex. e sáb.: 21h. Dom.: 18h. Estreia sex. (4). Até 24/11. Ingr.: R$ 160 a R$ 200 p/ sympla.com.br.

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais