Descrição de chapéu teatro
Teatro

Diversidade marca nova temporada de musicais em São Paulo

De títulos tradicionais a formatos inovadores, confira a programação de espetáculos teatrais

Montagem brasileira do musical

Montagem brasileira do musical 'Billy Elliot' Divulgação

Clara Balbi
São Paulo

A temporada de musicais que se inicia a partir desta sexta (15) é, no mínimo, eclética.

Liderados pelas superproduções “Billy Elliot” e “Sunset Boulevard”, os sete espetáculos que debutam nos palcos paulistanos nas próximas duas semanas vão de versões da Broadway a documentários musicais, passando por uma montagem de inspiração religiosa  —“Aparecida”, que tem texto de Walcyr Carrasco e entra em cartaz em 22 de março no Teatro Bradesco, revisita alguns dos milagres mais importantes da padroeira do Brasil.

A variedade é fruto da evolução do gênero no país desde o início dos anos 2000. De lá para cá, ele apresentou desde textos inéditos, como o filão das biografias de nomes da música, até remontagens de clássicos nacionais.

O ecletismo deve continuar nos próximos meses, com uma programação que inclui a volta de “Gota d’Água [a Seco]” e “Cole Porter” em abril e junho, respectivamente, e a estreia da adaptação teatral do filme “Escola de Rock” em agosto.

​Para não perder o compasso ou esquecer a letra em meio a tantas canções e coreografias, o Guia mapeia nas próximas páginas as principais estreias da temporada.

Billy Elliot

Encenada pela primeira vez no Brasil, a aplaudida adaptação do filme britânico homônimo abre a temporada de musicais com estreia no Teatro Alfa na sexta (15).

A peça conta a história de Billy, papel em que se revezam os novatos Pedro Sousa, 10, Tiago Fernandes, 12, e Richard Marques, 14. O garoto decide desafiar o machismo da família e da comunidade em que vive para virar bailarino. No pano de fundo, estão as greves dos sindicatos de mineiros do Reino Unido nos anos 1980.

A versão brasileira ganhou um cenário novo e direção do canadense John Stefaniuk, responsável por “O Rei Leão” no país.

Da versão original, ganhadora de dez Tony, ficaram as músicas de Elton John e as coreografias de Peter Darling, seguidas à risca graças à presença de dois britânicos indicados por ele nos ensaios.

A complexidade técnica dos passos, que mesclam balé clássico, dança contemporânea e sapateado, é citada pela produção como o maior empecilho para tirar o projeto do papel. Foram quatro meses de audições até encontrar Billies capazes de replicá-las.

Mas não foi este o maior desafio enfrentado pelos atores mirins. Questionados sobre o assunto, a resposta é unânime: difícil mesmo foi voar com o sistema de cordas.

Teatro Alfa - R. Bento Branco de Andrade Filho, 722, Jardim Dom Bosco. Sex.: 20h30. Sáb.: 15h e 20h. Dom.: 14h e 18h30. Estreia sex. (15). Até 30/6. Ingr.: R$ 75 a R$ 310. Ingr. p/ ingressorapido.com.br. 

O Frenético Dancin´Days

Quarenta anos após o fim da mítica boate carioca The Frenetic Dancing'Days Discotheque, um de seus fundadores, Nelson Motta, decidiu relembrar os dias de glória com um musical.

O resultado, dirigido pela coreógrafa Deborah Colker, aterrissa em São Paulo no Teatro Opus nesta sexta (15) depois de uma temporada no Rio de Janeiro.

A trama rememora os quatro meses em que a boate funcionou em 1976. O período pode parecer curto, mas foi o suficiente para torná-la uma instituição na noite carioca.

Na montagem, estrelada por 23 atores e bailarinos e com coreografia assinada por Colker em parceria com Jacqueline Motta, a trilha sonora fica a cargo de músicas como “Y.M.C.A” e “Stayin’ Alive”, além de hits das Frenéticas. Autoras de “Dancin’ Days” e “Perigosa”, elas trabalhavam como garçonetes na discoteca antes de alcançarem a fama.

Teatro Opus - Av. Dra.Ruth Cardoso, 4.777, Jardim Universidade Pinheiros, região oeste, 720 lugares. Sex.: 21h. Sáb.: 17h e 21h. Dom.: 18h. Estreia sex. (15). Ingr.: R$ 75 a R$ 170. Ingr. p/ uhuu.com.

70? Década do Divino Maravilhoso

O clima de flashback da época das discotecas e calças boca-de-sino continua com a sequência de “60! Década de Arromba - Doc. Musical”, idealizada pelo diretor Frederico Reder e o dramaturgo e pesquisador Marcos Nauer.

Em cartaz no Theatro Net a partir do sábado (16), o espetáculo compila de forma cronológica os acontecimentos marcantes da década. A interrogação no título faz referência às contradições do período, ditatorial. 

Dividido em dois “lados”, A (1970-1976) e B (1977-1979), o documentário musical traz mais de 250 canções brasileiras e internacionais. No palco, 24 atores ficam a cargo de representá-las, com direito a participação especial das Frenéticas Dhu Moraes, Leiloca Neves e Sandra Pêra e de Baby do Brasil.

Theatro Net São Paulo - R. Olimpíadas, 360, Vila Olímpia, região sul, tel. 4003-1212. 799 lugares. Qui. e sex.: 20h30. Sáb.: 17h e 21h. Dom.: 17h. Estreia sáb. (16). Até 30/6. Ingr.: R$ 75 a R$ 220. Ingr. p/ ingressorapido.com.br.  

 

Bullying, o Musical

A peça aborda o bullying —violência física ou psicológica praticada sobre um indivíduo e muito comum no ambiente escolar— por meio da história de Luísa, estudante do terceiro e último ano do ensino médio. 
Importunada por um grupo de patricinhas, ela decide abandonar os melhores amigos para se vingar.

A narrativa não é lá tão distante da vida real do elenco —dos 17 atores que participam do espetáculo, 13 têm entre 15 e 18 anos. Eles e os adultos que fazem os professores cantam uma seleção de canções de musicais e da MPB, de artistas como Skank, Legião Urbana, Cazuza e Clarice Falcão.

Teatro Shopping West Plaza - Av. Francisco Matarazzo, s/ nº, Água Branca, tel. 4858-1421. 140 lugares. Sáb.: 18h. Dom.: 15h. Estreia sáb. (16). Até 26/5. Ingr. (lote promocional): R$ 29,90. Ingr. p/ eventim.com.br.  

Meu Destino é Ser Star

A peça, que estreou no Rio de Janeiro no início do ano, é repleta de acenos metalinguísticos. Passando-se nos bastidores das audições para um teatro musical, uma de suas cenas exibe, inclusive, um teste ao vivo com novatos pré-selecionados pela produção.

Hits como “Um Certo Alguém”, e “Tempos Modernos” permeiam a trama.

O elenco traz nomes conhecidos, como Jéssica Ellen, atriz de “Justiça” em seu primeiro musical, e intérpretes egressos de sucessos como “Les Misérables” e “Wicked”.

Teatro Frei Caneca - R. Frei Caneca, 569, 7º andar, Consolação, região central, tel. 3472-2230. 600 lugares. Sex. e sáb.: 20h. Sáb.: 16h. Dom.: 19h. Estreia sex. (15). Até 14/4. Ingr.: R$ 50 a R$ 120. Ingr. p/ ingressorapido.com.br. 

VEM POR AÍ​

Aparecida

Com estreia na próxima sexta, 22 de março, o espetáculo escrito pelo autor de novelas Walcyr Carrasco narra os milagres mais conhecidos da santa. Na trama, Caio, prestes a perder a visão, embarca em uma jornada de fé acompanhado da namorada.

Teatro Bradesco - R. Palestra Itália, 500, 3º piso, Perdizes, tel. 3670-4100. Sex.: 21h. Sáb.: 16h e 21h. Dom.: 15h e 19h30. Estreia 22/3. Até 21/4. Ingr.: R$ 75 a R$ 220. Ingr. p/ uhuu.com.  

 

Sunset Boulevard

Mais uma superprodução inédita no Brasil, a adaptação de “O Crepúsculo dos Deuses” estreia no Teatro Santander também na sexta, 22 de março. Nela, Marisa Orth vive uma estrela de cinema decadente, papel que foi de Glenn Close na Broadway.

Teatro Santander - Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 2.041, Vila Nova Conceição, região sul, tel. 4003-1212. Qui. e sex.: 21h. Sáb.: 17h e 21h. Dom.: 15h e 19h. Estreia 22/3. Até 7/7. Ingr.: R$ 75 a R$ 290. Ingr. p/ ingressorapido.com.br.  
 

A peça narra a história de um homem com rosto deformado que se apaixona por uma jovem soprano e passa a persegui-la.

Teatro Renault - Av. Brig. Luís Antônio, 411, Bela Vista, tel. 4003-5588. Qua. a sex.: 21h. Sáb.: 16h e 21h. Dom.: 15h e 20h. Até 28/4. Ingr.: R$ 75 a R$ 280. Ingr. p/ premier.ticketsforfun.com.br. 

Forever Young

Pontuado por hits do pop e rock, o musical reproduz um dia na vida de seis artistas aposentados.

Teatro Raul Cortez - R. Dr. Plínio Barreto, 285, Bela Vista, tel. 3254-1631. Sex.: 21h30. Sáb.: 21h. Dom.: 18h. Até 31/3. Ingr.: R$ 60 a R$ 70.

Gota d´Água {Preta}

A montagem de “Gota d’Água” com elenco predominantemente negro conta a história de Joana, mulher de meia idade abandonada pelo marido Jasão.

CCSP - R. Vergueiro, 1.000, Liberdade, tel. 3397-4002. Sex. e sáb.: 20h. Dom.: 19h. Até 24/3. Ingr.: R$ 30. Ingr. p/ ingressorapido.com.br. 

 

Lembro Todo Dia de Você

O musical, que mistura gêneros como pop, bolero e disco, conta a história de Thiago, jovem que se descobre soropositivo aos 20 anos.

Teatro do Núcleo Experimental - R. Barra Funda, 637, Barra Funda, tel. 3259-0898. 65 lugares. Sex. e sáb.: 21h. Dom.: 19h. Até 24/3. Ingr.: R$ 30. Ingr. p/ tudus.com.br. 

Nara —a Menina Disse Coisas

O espetáculo aborda momentos marcantes da trajetória de Nara Leão, ícone da bossa nova.

Teatro J. Safra - R. Josef Kryss, 318, Parque Industrial Tomas Edson, tel. 3611-3042. 627 lugares. Sex.: 21h30. Sáb.: 21h. Dom.: 20h. Até 17/3. Ingr.: R$ 40 a R$ 70. Ingr. p/ eventim.com.br. 

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais