Descrição de chapéu fake news
Bares

Tradicional boteco A Juriti tem de desmentir fake news e avisa que não fechou

Bar de SP informa que mantém as portas fechadas, mas apenas durante a quarentena

São Paulo

No final de semana, a notícia do fechamento do tradicional A Juriti, localizado no Cambuci, chamou a atenção dos botequeiros paulistanos.

Internautas foram às redes sociais para lamentar o fim do bar. Até o jornalista Xico Sá, conhecido boêmio, comentou com desolação a notícia. "Que pena, morei um tempo ali para as bandas da Aclimação e ia muito [na Juriti]. Triste", postou, respondendo a outro seguidor que compartilhou a informação no Twitter.

Para alegria dos frequentadores da casa, a notícia, no entanto, é falsa.

O estabelecimento usou o perfil no Facebook para esclarecer que permanece fechado, mesmo com a autorização do governo e prefeitura para abrir os salões nesta fase da quarentena no estado, a amarela. Mas que vai voltar.

Rã à milanesa, um dos clássicos do bar A Juriti
Rã à milanesa, um dos clássicos do bar A Juriti - Vinicius Pereira/Folhapress

Segundo o comunicado, a casa aguarda a ampliação do horário permitido para o consumo interno em bares e restaurantes --atualmente, os locais só podem funcionar das até as 17h. "Sendo assim, gostaríamos de informar para que aguardem só mais um pouco", dize a mensagem.

Inaugurada em 1957, a casa tem o apelido de Rainha dos Aperitivos. É conhecida por quitutes como a rã à milanesa e a sardinha à escabeche, que podem ser acompanhadas pela batida de amendoim.

Apesar das boas notícias para os fãs da Juriti, não foram poucos os bares e restaurantes que encerraram as atividades na capital paulista durante a pandemira. É o caso do Pasv, La Frontera e Cateto, por exemplo.

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais