Thriller psicológico de Michelle Ferreira lida com homofobia e diferenças culturais

Espetáculo 'Tem Alguém que nos Odeia' estreia nesta sexta (16) no Sesc Belenzinho

Mariana Mantovani e Maíra de Grandi são protagonistas do espetáculo 
Mariana Mantovani e Maíra de Grandi são protagonistas do espetáculo  - Suellen Leal/Divulgação
Amanda Ribeiro
São Paulo

Depois de uma temporada vivendo fora do país, uma brasileira e uma estrangeira decidem se instalar em um apartamento em São Paulo. As diversas manifestações homofóbicas que passam a ocorrer no prédio em que vivem acabam por transformar a relação em um pesadelo. A busca das duas por justiça guia o espetáculo “Tem Alguém que nos Odeia”, novo texto de Michelle Ferreira que estreia nesta sexta (16) no Sesc Belenzinho.

Também dirigido por Ferreira, o espetáculo acompanha a crise que se instaura na relação das duas mulheres —interpretadas por Maíra de Grandi e Mariana Mantovani— que também passam a sofrer com diferenças culturais. 

Já amedrontadas pelas constantes ameaças de um vizinho,  que lhes deixa mensagens de ódio na forma de bilhetes e pichações, elas acabam por entrar em pânico ao descobrir que não podem contar com a síndica do prédio nem com a polícia.

Para compor o clima de terror psicológico, Ferreira incorpora elementos narrativos usados por cineastas como Alfred Hitchcock, Michael Haneke e Bruno Dumont. Aos planos e perspectivas alternadas somam-se a iluminação e a cenografia que, intimistas, também contribuem para alçar a trama ao plano do pesadelo. 

Sesc Belenzinho - R. Pe. Adelino, 1.000, Quarta Parada, região leste, tel. 2076-9700. 120 lugares. Sex. e sáb.: 21h30. Dom.: 18h30. Até 16/12. Ingr.: R$ 6 a R$ 20. Ingr. p/ sescsp.org.br.

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais