Festival Sesc Melhores Filmes é chance de assistir a vencedores do Oscar como 'Duna'

Com 55 títulos na programação, mostra de cinema retoma sessões presenciais no Cinesesc, em SP

-
São Paulo

Ainda é possível ver na tela grande do cinema alguns filmes vencedores do Oscar. Em sua 48ª edição, o festival Sesc Melhores Filmes exibe títulos oscarizados e têm início nesta quarta, dia 6, em formato híbrido, após dois anos sendo realizado virtualmente.

Com o avanço da vacinação e a diminuição das mortes por Covid, as sessões presenciais no Cinesesc, em São Paulo, foram retomadas. O endereço foi eleito o melhor cinema de rua da cidade em avaliação do Guia. Ao mesmo tempo, estão mantidas as sessões gratuitas na plataforma Sesc Digital.

Até 27 de abril, 55 filmes farão parte da programação, que inclui lançamentos nacionais e internacionais do ano passado, além de obras restauradas, mesclando títulos alternativos e blockbusters.

cena de filme
Timothée Chalamet e Rebecca Ferguson em cena do filme 'Duna', de Denis Villeneuve - Divulgação

Entre os destaques estão vencedores do Oscar, como "Duna" —ficção científica de Denis Villeneuve que levou seis estatuetas na premiação deste ano. Outro longa é "Ataque dos Cães", faroeste gay que concorreu a 12 categorias, mas levou apenas a de melhor direção para Jane Campion.

Outros títulos premiados são "Amor, Sublime Amor", remake dirigido por Steven Spielberg que rendeu a Ariana DeBose o prêmio de melhor atriz coadjuvante, e "Encanto", eleita a melhor animação no evento americano. Há também títulos alternativos, caso do musical "Annette", do francês Leos Carax, que foi vencedor do prêmio de melhor direção do Festival de Cannes.

Na ala nacional, um dos principais títulos é "Deserto Particular", drama de Aly Muritiba que tentou uma vaga no Oscar pelo Brasil. Outro destaque é "Bob Cuspe - Nós Não Gostamos de Gente", animação baseada em um dos personagens mais famosos do quadrinista Angeli. "Marighella", longa dirigido por Wagner Moura sobre o guerrilheiro, também ganha exibição.

Criado em 1974, o tradicional festival de cinema paulistano tem início na noite desta quarta, dia 6, com a cerimônia de premiação. Os filmes receberam votos do público e de um júri. O evento é presencial, no Cinesesc, seguido da estreia de "Medusa", de Anita Rocha da Silveira, exibido no festival de Cannes. Na trama, um grupo de mulheres religiosas sai à noite para agredir pecadoras. Os ingressos serão distribuídos com uma hora de antecedência na bilheteria.

Já para o público de casa, será exibido em sessão online, às 22h, "A Felicidade das Coisas", de Thaís Fujinaga, inédito nos cinemas. O longa nacional acompanha Paula, uma mãe de dois filhos que é deixada sozinha pelo marido e precisa lidar com problemas financeiros e uma terceira gravidez.

Na plataforma digital, alguns títulos ficam disponíveis de forma gratuita durante todo o festival, a exemplo de "King Kong en Asunción", de Camilo Cavalcante, vencedor do Festival de Gramado, e "Valentina", de Cássio Pereira dos Santos, sobre uma adolescente trans.

Mas outros têm exibição por até 48h, caso de "Libelu - Abaixo a Ditadura", documentário de Diógenes Muniz sobre o movimento estudantil universitário organizado durante a ditadura militar, disponível no dia 23 —o filme venceu o É Tudo Verdade. O americano "First Cow - A Primeira Vaca da América", de Kelly Reichardt, sobre a amizade entre um americano e um chinês que criam juntos um negócio de biscoitos feitos com leite contrabandeado de uma premiada vaca, será exibido por apenas 24h no dia 15.

O festival também vai levar às telas, presencialmente, longas restaurados, como "Profissão: Repórter" (1975), de Michelangelo Antonioni, no dia 10, às 17h30, e "Marcas da Violência" (2005), de David Cronenberg, às 20h30 do dia 22. No dia 20, às 20h30, haverá uma sessão em 35 mm do filme "Amor" (2012), de Michael Haneke.

O retorno presencial da mostra também marca a volta do bar instalado dentro da sala do cinema, que estava fechado desde o início da pandemia. O espaço, geralmente disputado, tem capacidade para 24 pessoas e fica localizado aos fundos da sala, em uma área fechada para abafar o som. Dá para bebericar vinhos, cervejas e sucos e petiscar pipoca e salgados nas mesinhas e banquetas por lá, enquanto acompanha o filme.

Bar instalado dentro da sala de cinema do Cinesesc, na Rua Augusta
Bar instalado dentro da sala de cinema do Cinesesc, na zona oeste de São Paulo - Tuca Vieira/Folhapress

Também retorna à agenda do Cinesesc as sessões do Cineclubinho, que exibe filmes infantis gratuitamente aos domingos, com "Turma da Mônica: Lições", no próximo dia 10.

Apesar da liberação pelo governo do uso da máscara em locais fechados como cinemas, o Cinesesc ainda recomenda manter a proteção no rosto durante as exibições. O local também pede o comprovante de vacinação aos visitantes.

O cinema de rua, que também venceu como a sala mais acessível na avaliação do Guia, vai disponibilizar os filmes da mostra com recursos de acessibilidade como legendas closed caption, audiodescrição e tradução em Libras.

Os ingressos custam R$ 30 e a programação completa está no site do Cinesesc. Abaixo, confira 15 destaques das sessões presenciais.

48º Festival Sesc Melhores Filmes

  • Quando De 6 a 27/4
  • Onde Cinesesc - r. Augusta, 2.075, Cerqueira César, região oeste; sessões online na plataforma Sesc Digital
  • Preço Grátis a R$ 30
  • Link: https://sesc.digital/home
  • Acessibilidade
    • Acessibilidade Arquitetônica
      Acessibilidade Arquitetônica Há acesso e circulação sem barreiras físicas, sanitário adequado e local reservado para cadeirantes com acompanhante
    • Audiodescrição
      Audiodescrição Recurso de acessibilidade que transforma o visual em verbal e amplia o entendimento das pessoas com deficiência visual
    • Closed Caption (legendas ocultas)
      Closed Caption (legendas ocultas) Programação possui legendas descritivas que podem ser ativadas

Destaques das sessões presenciais

Amor, Sublime Amor - Dia 9, às 17h30; dia 12, às 20h30

Annette - Dia 16, às 17h30; dia 26, às 20h30

Ataque dos Cães - Dia 11, às 20h30; dia 15, às 17h30

Bob Cuspe - Nós Não Gostamos de Gente - Dia 14, às 22h30; dia 19, às 14h30

Casa Gucci - Dia 14, às 17h30; dia 20, às 20h30

Deserto Particular - Dia 17, às 17h30; dia 24, às 20h30

Duna - Dia 7, às 20h30; dia 19, às 17h30

Druk - Mais uma Rodada - Dia 9, às 14h30; dia 17, às 20h30

Encanto - Dia 17, às 14h30

Homem-Aranha: Sem Volta para Casa - Dia 13, às 14h30; dia 24, às 14h30

Judas e o Messias Negro - Dia 23, às 20h30; dia 25, às 17h30

Marighella - Dia 11, às 17h30; dia 23, às 14h30

Meu Pai - Dia 10, às 20h30; dia 20, às 17h30

Não Olhe para Cima - Dia 7, às 14h30; dia 18, às 20h30

Nomadland - Dia 13, às 19h30; dia 24, às 17h30

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais