Descrição de chapéu Artes Cênicas
Teatro

Teatro-D vai fechar as portas em SP para dar lugar a conjunto de prédios

Terreno do espaço, que foi inaugurado pouco antes da pandemia, foi comprado por construtora

-
São Paulo

Na manhã de 27 de janeiro deste ano, Darson Ribeiro, dono do Teatro-D, recebeu com surpresa a notícia de que o local receberia nos próximos meses uma ordem de despejo. "Chorei durante a reunião", comenta ele sobre o espaço, que fica dentro de um hipermercado Extra no Itaim Bibi, na zona sul de São Paulo.

O prédio, que ocupa uma área de 16,9 mil metros quadrados, é arrendado pelo Grupo Pão de Açúcar —que era dono da rede Extra até outubro do ano passado, quando anunciou a venda para a rede atacadista Assaí. O comprador foi uma construtora, que decidiu pôr fim ao atual espaço físico para erguer no terreno três blocos de edifícios com cinco andares cada um.

Vista de trás do espaço interno do teatro com as poltronas vermelhas, palco ao fundo e uma grande cortina vermelha
Teatro D, no Itaim Bibi, região sul, inaugurado há quase três ano e que está prestes a fechar - Eliana Souza/ Divulgação

"O que me indigna é que descobri que o prédio foi vendido ainda em 2017", diz Ribeiro, que assinou o contrato de locação em março de 2019 e inaugurou o teatro em novembro daquele ano. "Por que me deixaram gastar tanto, sabendo que iria fechar? Montei um teatro, não uma lojinha."

A abertura teve um show de Ney Matogrosso. Pouco depois veio a pandemia de Covid-19, que fez o espaço fechar e reabrir meses depois com capacidade reduzida. De lá para cá, recebeu espetáculos com atores como Eri Johnson e Heloisa Périssé, além de peças da Disney como "A Bela e a Fera".

Na terça (17), contudo, o Tribunal de Justiça de São Paulo concedeu ao Teatro-D um efeito suspensivo que impede o despejo imediato do teatro. A decisão, que é provisória, diz que o GPA, sigla do Grupo Pão de Açúcar, não respeitou prazos e procedimentos estabelecidos por lei quando pediu a saída do estabelecimento. Ainda não há data para a desocupação e ainda cabe recurso da decisão.

O teatro fica na rua João Cachoeira, área conhecida pelo comércio —segundo o dono, antes do início da pandemia, cerca de 3.000 pessoas circulavam diariamente por ali, por causa do fluxo da região.

A área do café e biblioteca também receberam pequenas montagens, musicais e exposições. No momento, na parede próxima ao piano de cauda no foyer do teatro, está em cartaz a exposição "Ícones Brasileiros e os Santos", do artista Cláudio Claudio Tovar. "Criei o espaço para ser um lugar de arte, onde as pessoas se encontram", diz Ribeiro.

Heloísa Périssé na plateia do Teatro-D, em março, onde apresentou a peca 'A Iluminada'
Heloísa Périssé na plateia do Teatro-D, em março, onde apresentou a peca 'A Iluminada' - Eduardo Knapp/ Folhapress

O desejo de ter um teatro é antigo, ele conta. Remonta aos tempos em que se mudou do Pará para São Paulo, em 1989, e teve contato com o teatro curitibano Guaíra, um dos palcos mais antigos do país. Hoje, por causa da pandemia, o lugar tem sido mais usado para eventos corporativos e peças de curta duração.

Procurado, o Grupo Pão de Açúcar afirmou em nota que "o contrato de locação, desde o início, não garantia ao locatário um prazo determinado". O grupo também disse que tentou chegar a uma solução sobre o encerramento da locação e que propôs a negociação de dívidas. "A companhia enfatiza que permanece disposta a chegar a um entendimento sobre o assunto."

O novo projeto prevê que a área vá dar espaço para uma nova edificação, com lojas no térreo e uma área arborizada integrando as ruas do quarteirão —reabrindo vias que foram fechadas ainda na época que o prédio abrigava o extinto Mapping, nos anos 1990.

No momento, as 350 poltronas vermelhas da plateia ainda estão sem destino. Ribeiro diz que usa o tempo com o teatro ainda aberto para visitar espaços em shoppings e outros pertencentes à prefeitura que pudessem receber os materiais do Teatro-D e os seus atuais sete funcionários.

Por enquanto, a despedida do palco é feita com a comédia "DR - Discutindo a Relação", apresentada aos sábados, às 21h. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria por R$ 80.

Teatro-D

  • Quando 'DR - Discutindo a Relação', aos sábados, às 21h
  • Onde R. João Cachoeira, 899, Itaim Bibi, região sul
  • Preço R$ 80 (ingressos do espetáculo)
  • Link: https://teatrod.com.br/

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais