27/05/2011 - 02h40

Veja exposições que ocupam estações de metrô de São Paulo

As informações estão atualizadas até a data acima. Sugerimos contatar o local para confirmar as informações

Juliana Sayuri
DE SÃO PAULO

Andreas Feininger/Divulgação
Especial (1) - Andreas Feininger Legenda: Obra do fotógrafo Andreas Feininger, que está em exposição na estação Santa Cruz do metrô. Crédito: Andreas Feininger/Divulgação.
Obra do fotógrafo Andreas Feininger, que está em exposição na estação Santa Cruz do metrô, que fica na zona sul da capital

"Passageiros-visitantes", olhos bem atentos no metrô paulistano. Às vezes, não dá tempo para aproveitar o "passeio" nos trens metropolitanos, mas o fim de semana é uma oportunidade para conferir, mesmo de passagem, as chamadas "linhas de cultura" da malha metroviária.

Atualmente, as estações de metrô da cidade de São Paulo abrigam 17 exposições temporárias --além de duas mostras fixas ("Ipiranga: O Bairro do Grito!", na estação Alto do Ipiranga, e "Santo Amaro", na estação Largo Treze). Confira destaques selecionados pelo Guia:

Andreas Feininger - Nova York Anos 40
A mostra fotográfica em cartaz na estação Santa Cruz destaca o olhar do americano Andreas Feininger (1908-1999), consagrado na revista "Life", com reproduções de suas fotos na cidade de Nova York. Vale conferir também as 93 fotografias na exposição de Feininger, pela primeira vez na América Latina, no museu Lasar Segall.

Estação Santa Cruz do Metrô - mezanino - r. Domingos de Moraes, 2.564, Vila Mariana, zona sul, São Paulo, SP. S/ tel. Sex. e sáb.: 4h40 às 24h. Até 31/5. Livre. Grátis.

Masp/Divulgação
Pôster da obra "O Escolar", de Vincent Van Gogh, em exposição na estação Brás do metrô
Pôster da obra "O Escolar", de Vincent Van Gogh, que está em exposição na estação Brás do metrô, na zona leste da capital

Hydros 4 - Cotidiano
Artistas latino-americanos assinam os 17 registros fotográficos que compõem a exposição dedicada à água. Além de conferir imagens impactantes, os "passageiros-visitantes" descobrem curiosidades sobre o elemento, por exemplo, o consumo de água --um milhão e 24 mil litros por ano, o equivalente a metade de uma piscina olímpica.

Estação Clínicas do Metrô - av. Dr. Arnaldo, 555, Pacaembu, centro, São Paulo, SP. S/ tel. Sex.: 4h40 às 24h. Sáb.: 4h40 à 1h. Até 31/5. Livre. Grátis.

Masp em Cartaz
A estação Brás é vitrine para a coleção de cartazes históricos das principais exposições do acervo do Masp, com pôsteres ilustrados por obras clássicas, como a tela "O Escolar", de Vincent Van Gogh (1853-1890).

Estação Brás do Metrô - r. Domingos Paiva, s/nº, Brás, zona leste, São Paulo, SP. S/ tel. Sex.: 4h40 à 0h33. Sáb.: 4h40 à 1h. Até 31/5. Livre. Ingr.: R$ 2,90 (acesso ao metrô).

Miro/Divulgação
Obra do fotógrafo Miro, que está em exposição na estação Sé do metrô
Obra do fotógrafo Azemiro de Sousa, o Miro, que está em exposição na estação Sé do metrô, no centro de São Paulo

Miro 35 Anos
Inspirada no livro "Miro: Artesão da Luz", de José Fujocka, a mostra destaca o papel do fotógrafo Azemiro de Sousa, conhecido como Miro, na moda e na publicidade, revisitando a trajetória do artista desde a década de 1970,

Estação Sé do Metrô - pça. da Sé, s/n, Sé, centro, São Paulo, SP. Tel.: 0/xx/11/2958-3714. Sex.: 4h40 à 0h29. Sáb.: 4h40 à 1h. Até 31/5. Livre. Ingr.: R$ 2,90 (acesso ao metrô).

Por Dentro
A artista Emília de Martinez Gimenes Martins brinca com os ossos do corpo humano. Mas não, a mostra não é macabra. Trata-se de uma série de ilustrações que simulam chapas de raio-x, destacando a fragilidade e a força das estruturas internas do corpo.

Estação Largo Treze do Metrô - av. Pe. José Maria esq. c/ r. Br. do Rio Branco, Santo Amaro, zona sul, São Paulo, SP. Tel.: 0/xx/11/3113-3651. Sex. e sáb.: 4h40 às 24h. Até 31/5. Livre. Ingr.: R$ 2,90 (acesso ao metrô).

Tristezas Não Pagam Dívidas
A mostra itinerante conta com 14 charges criadas pelo artista José de Carvalho, o Zeca, que ilustram o livro "Tristezas Não Pagam Dívidas", da jornalista Mara Luquet, que trata da questão contemporânea da economia com bom humor.

Estação Santana do Metrô - av. Cruzeiro do Sul, 3.173, Canindé, zona norte, São Paulo, SP. Tel. 0800-7707722. Sex.: 4h40 à 0h20. Sáb.: 4h40 à 1h. Até 31/5. Livre. Ingr.: R$ 2,90 (acesso ao metrô).

Villas-Guarani M'Bya Tenonde Porá
A badalada estação Vila Madalena abriga fotografias de J. Andrade, legendadas com a obra "O Guarani", de José de Alencar. A mostra destaca a vida na Terra Guarani Tenonde Porã, a maior aldeia indígena imersa na cidade de São Paulo.

Estação Vila Madalena do Metrô - pça. Américo Jacomino, 30, Sumarezinho, zona oeste, São Paulo, SP. S/ tel. Sex.: 4h40 à 0h14. Sáb.: 4h40 à 1h. Até 31/5. Livre. Grátis.

Vitrine do Masp
Com curadoria de Regina Silveira, a vitrine da estação Trianon-Masp é painel para intervenções artísticas, como as ilustrações "Paisagens Artificiais", de Raquel Vendruscolo, e as estruturas de "Desenho: Vitrine", de Renato Pera.

Estação Trianon-Masp do Metrô - av. Paulista, alt. do n° 1.485, Bela Vista, centro, São Paulo, SP. Tel.: 0/xx/11/3113-3651. Sex.: 4h40 à 0h22. Até 31/5. Livre. Grátis.

*

ATRAÇÕES NOS SUBTERRÂNEOS

Além das mostras itinerantes, há outras atrações nos subterrâneos da cidade, como a intervenção na "passagem literária" e a mostra multimídia na estação Paraíso:

Ficção Científica no Metrô
A partir desta sexta (27), a estação Paraíso reúne monstros famosos, cultura pop e histórias em quadrinhos em uma linha do tempo sobre a ficção científica britânica. A exposição multimídia compõe o projeto Encontros, parte do 15º Festival Cultura Inglesa, com sessões gratuitas de filmes clássicos, como "Frankenstein" (1931), com Boris Karloff, e "2001 - Uma Odisséia no Espaço" (1968), de Stanley Kubrick

Estação Paraíso do Metrô - r. Vergueiro, 1563, Vila Mariana, zona sul, São Paulo, SP. S/tel. Dom. a sex.: 4h40 às 00h22. Sáb.: 4h40 às 1h00. Ingr.: R$ 2,90 (acesso ao metrô). Filme: Frankenstein, sáb. (28), 13h. Filme: 2001 - Uma Odisseia no Espaço, dom. (29), 15h. Mais informações p/ site: http://festival.culturainglesasp.com.br/

Kinkilhariaz
Na esquina da avenida Paulista com a rua da Consolação, a passagem subterrânea abriga a instalação com materiais reciclados da artista Lie Caseiro.

Passagem Literária da Consolação - r. da Consolação, alt. do n° 2.423, Consolação, centro, São Paulo, SP. S/ tel. Sex.: 7h às 21h. Sáb.: 10h às 21h30. Até 4/6. Livre. Grátis.

Publicidade
Tim Burton (DVD)

Tim Burton (DVD)

Tim Burton

Comprar

Vinicius de Moraes (4 Vols.)

Vinicius de Moraes (4 Vols.)

Vinicius de Moraes

Comprar

Luzes da Ribalta

Luzes da Ribalta

Charles Chaplin

Comprar

Coleção Pedro Almodóvar (DVD)

Coleção Pedro Almodóvar (DVD)

Pedro Almodóvar

Comprar

Ninfomaníaca - Vol. 1 (DVD)

Ninfomaníaca - Vol. 1 (DVD)

Lars Von Trier

Comprar