Após filme da Mostra, maestro apresenta músicas compostas em campos de concentração

Francesco Lotoro, cuja história é tema de 'O Maestro, em Busca da Última Música', se apresenta após a exibição no Cinesesc

A busca de um músico italiano por partituras compostas em campos de concentração e prisões da Segunda Guerra Mundial é tema do documentário "O Maestro, em Busca da Última Música", dirigido por Alexandre Valenti e exibido na Mostra nesta quinta (25).

Por mais de duas décadas o pianista, compositor e professor de música Francesco Lotoro recuperou cerca de 4 mil registros, entre canções, sinfonias e óperas. Parte do trabalho está contemplada em uma coletânea com 48 CDs.

​Lotoro estará presente na sessão, às 21h30, no Cinesesc, após a qual deve apresentar algumas de suas descobertas. As obras são atribuídas não somente a judeus e vítimas do Holocausto, como a ciganos e outros presos políticos da época.

Trata-se de uma rara oportunidade de testemunhar um repertório ainda desconhecido do grande público --a estreia de muitas dessas obras se deu somente em abril deste ano, em Jerusalém, durante um evento comemorativo dos 70 anos de fundação de Israel.

Veja informações sobre o evento.

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais

Mais lidas