Indicado ao Oscar, iraniano "A Separação" tem atuação marcante

- Crédito: Divulgação

Briga no casamento, doença na família, preconceito contra as mulheres, falta de dinheiro e o papel do filho na relação conturbada dos pais.

O filme iraniano "A Separação", considerado ótimo pelos críticos da Folha e vencedor do Globo do Ouro na categoria melhor produção em língua estrangeira, mostra esses e outros temas fortes a partir da atuação marcante do ator Peyman Moaadi.

Ele interpreta Nader, que, após ser abandonado pela esposa, é obrigado a contratar uma jovem para cuidar de seu pai --que sofre de Alzheimer.

VEJA TRAILER DE "A SEPARAÇÃO":


Mas um incidente com essa diarista, que trabalhava grávida e sem o consentimento do marido, cria uma situação delicada e tensa entre as duas famílias.

E é em meio a julgamentos de cunho moral e religioso que a história se desenrola, sempre deixando em evidência os problemas característicos de quem vive no Irã e tantos outros pelos quais qualquer pessoa em qualquer lugar do mundo passa.

O filme também concorre a melhor filme estrangeiro no Oscar, marcado para 26 de fevereiro.

Informe-se sobre o filme

Ator Peyman Moaadi (foto) em cena de "A Separação", considerado ótimo pelos críticos; veja salas de exibição
- Crédito: Divulgação

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais