Melhores de 2018: confira as festas selecionados pelo júri do Guia

Eleição selecionou eventos em várias categorias

Laura Lewer
São Paulo

Na eleição dos melhores eventos de 2018, as festas mais citadas pelo júri técnico foram a Mamba Negra, que liderou com 11 pontos, a Batekoo, que chegou aos sete, e Capslock e Vampire Haus, que dividiram o terceiro lugar.

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

Cada integrante do júri elegeu três destaques em ordem de preferência. Foram distribuídos pontos da seguinte maneira:

1º lugar = 3 pontos
2º lugar = 2 pontos
3º lugar = 1 ponto

Em caso de empate no número de pontos, vence quem teve votos mais qualificados. Por exemplo, uma indicação em primeiro lugar (3 pontos) vale mais que uma indicação em segundo somada a outra em terceiro lugar (os mesmos 3 pontos); uma indicação em primeiro lugar somada a uma em terceiro lugar (4 pontos) fica na frente de dois segundos lugares (os mesmos 4 pontos). 

Confira os votos de cada jurado abaixo:

Alex Kidd, autor do blog 120 BPM, da Folha    

1°: Mamba Negra
o melhor da música eletrônica autoral    

2°: Batekoo
hits pop incessantes para virar a noite    

3°: Gop Tun 
grooves disco-funk bem selecionados

Claudia Assef, jornalista e DJ    

1°: Mamba Negra
dominada por mulheres e com poder de transformação em uma cena machista; o nu feminino é desmistificado    

2°: Capslock 
firme no propósito de temáticas que vão da mais pura zoeira à crítica social, com a qualidade musical    

3°: Dekmantel
o festival trouxe um nível de excelência de produção aliado a um lineup que misturou boogie e sons brasileiros

Paulo Tessuto, da Capslock, na festa no predio do Cine Marrocos organizada pelo coletivo
Paulo Tessuto, da Capslock, na festa no predio do Cine Marrocos organizada pelo coletivo - Ze Carlos Barretta/Folhapress

Danilo Cabral e Flavia Lacerda, editores do guia de final de semana do Chicken or Pasta    

1°: Vampire Haus
uma das poucas que ainda se arriscam a fazer da rua sua pista    

2°: Batekoo
valorização de sonoridades periféricas e empoderamento das minorias    

3°: Selvagem 
sucesso com sua mistura de música brasileira obscura com hits antológicos de dezenas de estilos musicais

Festa Batekoo no Teatro Mars
Festa Batekoo no Teatro Mars - Alberto Rocha/Folhapress

Karen Cunha, curadora e gestora cultural    

1°: Batekoo
dançar até descobrir músculos do corpo que você nem sabia que existia; terapia    

2°: Mamba Negra 
palco da música eletrônica autoral brasileira; experiência inesquecível    

3°: Heavy Baile
catártico, potente e impressionante

Festa do coletivo Vampire Haus
Festa do coletivo Vampire Haus - Divulgação

Monique Dardenne, criadora do Women’s Music Event    

1°: Mamba Negra
mantém a forte identidade underground e representatividade de mulheres no techno    

2°: Time Warp 
estreia em alto nível de um dos labels de techno mais adorados do mundo; ótimo lineup e estrutura    

3°: Capslock
continua com tudo sendo uma das festas mais adoradas do underground de São Paulo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais