Érick Jacquin volta ao comando das panelas com inauguração do Président

Novo restaurante do jurado do MasterChef aposta na alta gastronomia francesa

São Paulo

Conhecido do grande público pelo trabalho na televisão, Érick Jacquin é, antes de mais nada, um dos nomes fortes da gastronomia no país, em especial na cozinha francesa.

Desde 1995 no Brasil, começou aqui no Le Coq Hardy. Anos mais tarde, conquistou a crítica e prêmios com o seu La Brasserie. Mesmo assim, o negócio não se sustentou e fechou as portas em 2013. Desde então, prestou consultorias para casas como o Tartar&Co e Le Bife. Por isso, gerou expectativa no meio o anúncio de seu novo restaurante, o Président.

Aberto no último dia 4, nos arredores da rua Oscar Freire, tem paredes vermelhas cobertas por fotos, premiações e todo tipo de memorabilia que ilustra a trajetória do chef —e também tem um sofá de onça, um anão de jardim no caixa, pratos com estampas descombinadas… Um pezinho no kitsch que se mantém descolado.

No salão, famílias, casais e grupos de amigos degustam os pratos do chef-celebridade, que prepara uma alta gastronomia francesa. O cardápio —no qual também são contemplados os nomes dos sous chef, chef do salão, por exemplo— começa com um couvert (pão, manteiga, ricota de búfala e gougéres, “o pão de queijo francês”, como explica a garçonete; R$ 24).

Depois, aparecem as sugestões de entradas, com itens como o prato de legumes orgânicos com óleo de avelã (R$ 60) e os nhoques de ervilha e vieira grelhada (R$ 140). É a partir da leitura das entradas que se percebe que esta não é uma casa para todos os bolsos. “É uma comida mais requintada”, definiu o chef à mesa vizinha a da reportagem durante passeio pelo salão. Aliás, para os fãs curiosos, sim: Jacquin circula pelas mesas, posa para fotos e responde a perguntas sobre sua torcida no MasterChef (“não tenho favorito, vamos ver como vai ser”; a final foi exibida na terça, 17).

As sugestões para a etapa principal são divididas entre terra e mar. São opções como a torta folhada de codorna com jus de foie gras e uma saladinha com azeite de amendoim (R$ 166); o entrecôte com manteiga e pudim de tutano (R$ 175); e os camarões na manteiga com abobrinha confit e salada (R$ 195).

No final, a dica óbvia é o petit gâteau —o bolinho francês popularizado aqui por Jacquin.

R. da Consolação, 3.527, Cerqueira César, região oeste, tel. 3062-7169. 56 lugares. Ter. a qui.: 19h às 23h30. Sex. e sáb.: 19h à 0h30. Não aceita tíquetes. $$$$$ 

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais