Descrição de chapéu Crítica
Restaurantes

Nova promessa gastronômica, restaurante Da Marino busca excelência em pescados 

No Itaim Bibi, casa do chef Rodolfo De Santis  já tem filas de espera

JOSIMAR MELO
São Paulo

Se o pequeno quarteirão da rua Jerônimo da Veiga, no Itaim Bibi, já tinha a calçada congestionada pela espera no Nino Cucina, a lotação agora cresce com a inauguração do irmão mais novo da casa, o Da Marino.

Neste, a cozinha segue italiana, mas baseada no mar, inspirada na região da Puglia (sul do país) —o salto da bota fincado no Mediterrâneo, terra do chef Rodolfo De Santis, sócio da casa.

O restaurante mergulha no esforço, recente em São Paulo mas já digno de nota, de buscar excelência em pescados, abastecendo-se em fontes melhores que as tradicionais.

No Da Marino, cujo cardápio tem mudado diariamente, não há pratos de carne, item que aparece episodicamente (como no tartar com gemas de ovo, ovas de arenque e chips de batata-doce, R$ 36, ou no torresmo laminado que acompanha as lulas crocantes com maionese e tinta de lula, R$ 34, dois belos antepastos).

Ambiente do restaurante Da Marino, que também aposta em massas e já tem filas de espera
Ambiente do restaurante Da Marino, que também aposta em massas e já tem filas de espera - Bruno de Lima/Divulgação

A vieira de Santa Catarina vem gratinada (como uma casquinha de siri) em crocante de pão e alho com molho verde, R$ 35, opção que contrasta melhor seu adocicado natural do que quando vem com mascarpone, pepino e melão.

Entre as entradas cruas, o tartar de atum vem com burrata feita na casa, mais alcachofra e rúcula (R$ 34). Entre as quentes, atenção aos belos mexilhões à marinara, cozidos em vinho, tomates, azeite (R$ 38).

A maior seção é a de massas, com opções como o rigatoni com polvo all’amatriciana (R$ 69) ou o espaguete com lula e bottarga (R$ 79). A lagosta do Ceará estrela pratos como o linguine cozido na água do crustáceo, com molho de tomatinho e manjericão que, se tivesse um pingo de caldo da lagosta, ganharia mais força (R$ 85).

O peixe do dia (pargo, pescada), com preço sob consulta, é trazido pelo restaurante diretamente do litoral paulista, e pode ser preparado inteiro ou em posta.

As sobremesas fogem ao lugar-comum, como o semifreddo de limão siciliano com chocolate branco e recheio de compota de abacaxi. O Da Marino promete.

Avaliação: bom
R. Jerônimo da Veiga, 74, Itaim Bibi, região sul, tel. 3368-6863. 44 lugares. Ter. a sáb.: 19h às 24h. Dom.: 12h às 17h. 

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais