Descrição de chapéu Crítica
Restaurantes

No Four Seasons, Neto dá pincelada brasileira em original menu italiano

Restaurante é comandado pelo italiano Paolo Lavezzini, ex-Fasano Al Mare

Josimar Melo
São Paulo

Neto

  • Quando Seg. a qui.: 12h às 15h e 19h às 23h. Sex.: 12h às 15h e 19h às 24h. Sáb.: 13h às 16h e 19h às 24h. Dom.: 13h às 16h e 19h às 23h.
  • Onde Four Seasons - R. Eng. Mesquita Sampaio, 820, Vila São Francisco, região sul, s/ tel. 166 lugares.

A recente inauguração do hotel da rede Four Seasons em São Paulo trouxe um presente adicional para a cidade —o restaurante Neto.

Com uma ambientação mais informal do que se poderia esperar, ele tem à sua frente o experiente chef italiano Paolo Lavezzini, que veio ao Brasil para assumir a cozinha do hotel Fasano do Rio de Janeiro, onde ficou por seis anos.

Nascido e criado na região da Emilia-Romagna, de onde saiu para estudar cozinha na Toscana (duas regiões de sonho para os gulosos), o chef trabalhou em grandes hotéis na Europa antes de aqui desembarcar.

No Rio, sua especialidade era a cozinha do mar; em São Paulo, apresenta uma culinária diferente: original, instigante, decididamente italiana, mas toda pincelada com ingredientes brasileiros.

É o que mostram receitas como as vieiras cruas (infelizmente sem todo o frescor necessário) marinadas na tangerina com sal negro, cará e farinha d’água (R$ 60); os lagostins que, ao lado da delicada couve-flor, do pistache e do lardo, se acentuam com um toque de tucupi (R$ 60).

Outro exemplo são os tagliolini feitos de feijão preto, servidos com alho, azeite, pimenta-de-bode, couve-manteiga e bottarga (R$ 75) —feijão, couve e pimenta, eis uma massa com divertido toque brasileiro.

O cardápio se orienta para o uso de ingredientes comprados nas redondezas. O tomate, por exemplo, é de São Paulo mesmo (usado, sem demérito, no molho do espaguete, junto com manjericão e queijo de ovelha nacional, R$ 70); o mesmo vale para a burrata com rúcula selvagem e diferentes tomates (R$ 80).

Carne bem maturada, e feita na brasa de verdade, é a base do bife ancho com chicória salteada na manteiga de castanha-do-pará e delicioso arroz-cateto crocante (R$ 130); e da bisteca fiorentina servida com batatas aceboladas com pancetta defumada e alecrim (R$ 260, para dois).

Tem mais brasilidade também nas equilibradas sobremesas —como bolo de castanha-do-pará com cupuaçu e sorvete de banana (R$ 32) e o abacaxi de Pernambuco com caramelo e coalhada (R$ 30).

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais