Descrição de chapéu Globo BBB
Restaurantes

Pizzaria do BBB Felipe Prior tem redondas individuais, drinques e nenhuma TV

Espaço fica em Santana, na zona norte de São Paulo

São Paulo

Inaugurada no último mês de maio, a pizzaria Salt ZN atrai o público na região de Santana com seu salão amplo de decoração industrial e pizzas ao estilo napolitano —com massa de longa fermentação, macia, pouca cobertura e tamanho individual—, além de drinques e petiscos. Há algumas semanas, contudo, a casa também tem chamado a atenção de gente de outras regiões da cidade, até do país: um dos sócios é Felipe Prior, um dos participantes mais polêmicos desta edição do Big Brother Brasil.

“Ele acabou de contar a história de como surgiu a pizzaria no programa”, disse Pedro Antonelli, 27, à reportagem em conversa ao telefone. “Eu tenho a hamburgueria Salt (na serra da Cantareira) há dois anos. Nós encontramos o ponto, conversamos e no dia seguinte começamos a obra. Foi super rápido. No programa ele conta com mais detalhes”, diz.

“Nós temos um tablet no qual perguntamos a opinião do cliente na hora de pagar a conta e, desde que a popularidade dele cresceu, recebemos muitas mensagens do tipo ‘Prior campeão’. Dobrou o número de seguidores do nosso Instagram, mas agora só recebemos comentários falando nele. Até enche um pouco o saco”, brinca Antonelli.

O menu começa com opções para compartilhar —há uma tábua de frios (R$ 52), porção de crostini (R$ 19) e o cremoso bolinho de costela com queijo de cabra (R$ 28 com quatro), por exemplo.

Uma sugestão para quem não quer pizza são os sanduíches, caso do de pastrami e picles no pão campanha (R$ 49; com batata chips). Já os panini são uma espécie de pizza fechada; o de abobrinha também tem queijo caccio cavalo, molho de tomate e parmesão (R$ 23).

Na ala das redondas, faz sucesso a Prosciutto Speciale —com presunto cru, molho de tomate, burrata e tomate confit (R$ 49). Já a preferida de Prior, conta Antonelli, é a Diávola: queijo caccio cavalo, salame diavolo, tomate cereja, parmesão manjericão e mel (R$ 38).

Para acompanhar, o local oferece chopes, caipirinhas, drinques clássicos, além de um menu dedicado às gins-tônicas (dá para escolher, inclusive, a marca da bebida).

No som ambiente rola um pouco de música brasileira, pop e rock. Não, nada de Big Brother: o espaço sequer tem televisão. “Mas estamos pensando em colocar, fazer alguma coisa, caso ele [Prior] vá para a final”, diz Antonelli. “Nosso foco é a comida e é por isso que as pessoas vêm para cá.”

R. Augusto Tolle, 135, Santana, região norte, tel. 2959-2070. Ter. a dom.: a partir das 18h.

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais