Descrição de chapéu Crítica
Restaurantes

Jesuíno Brilhante entrega pratos sertanejos sem prejuízo na qualidade

Cozinha de resistência oferecida pela casa tem o costume de viajar bem

São Paulo

Jesuíno Brilhante Delivery

  • Quando Seg. a sex.: 11h às 15h. Sáb.: 11h às 16h.
  • Onde R. Arruda Alvim, 187, Pinheiros, tel. (11) 2649-3612.
  • Preço Pedidos via iFood.

A cozinha sertaneja reflete o ambiente árido onde surgiu. É substanciosa, bruta, rústica. Neste momento áspero, escolher o delivery do Jesuíno Brilhante —referência ao histórico cangaceiro nordestino do século 19— teve o propósito de celebrar essa comida de resistência.

De portas fechadas por causa da pandemia do coronavírus, o restaurante familiar e caseiro lançou o serviço de entrega da noite para o dia —literalmente, como ocorreu com centenas de endereços.

Delivery do restaurante Jesuíno Brilhante, em São Paulo
Delivery do restaurante Jesuíno Brilhante, em São Paulo - Luiza Fecarotta/Folhapress

Embora essa operação emergencial tenha se tornado comum no setor, radicalmente atingido, há uma particularidade no Jesuíno. Suas receitas, já na origem, costumam viajar bem.

São preparos como a carne de sol, a farofa, a rapadura, historicamente transportados por retirantes em longas jornadas, sob o calor escaldante, no lombo dos cavalos em bornais, aquelas sacolas de pano ou couro. Duráveis, têm a vantagem de suportar o deslocamento sem estragar.

No contexto urbano, pois, a comida é entregue em perfeito estado e antes do tempo previsto. Falta deixar
claro que a entrega não inclui talheres e guardanapos.

À semelhança de como são consumidas na roça, as guarnições vêm misturadas à carne num só recipiente. ​

Pode haver paçoca de carne de sol (R$ 35), frita na manteiga de garrafa com farinha de mandioca; carne de sol desfiada e cozida na nata fresca (R$ 41) e porco de sol na chapa, conservado surpreendentemente macio (R$ 39).

São boas escoltas a macaxeira cozida; a farofa de cuscuz de milho flocado com tomate e coentro, bem temperadinha; a farofa de bolão, cujo nome faz referência ao aspecto que a farinha de mandioca fina ganha ao ser misturada com água e manteiga de garrafa, e o feijão-de-corda, sem caldo.

Dois avisos: haverá uma força-tarefa para atender encomendas de congelados; no site, estão à venda vales-refeição que podem ser resgatados depois de junho.Vamos em frente —e juntos.

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais