Novo Giulietta serve comida italiana feita na brasa

Com inauguração, Rodolfo de Santis amplia seu reinado gastronômico nos Jardins

Marina Consiglio
São Paulo

Fios com luzinhas pendentes, carrões e um burburinho de filas de espera chamam a atenção para um quarteirão da rua Jerônimo da Veiga, no Jardim Europa. Pois foi ali que o chef Rodolfo de Santis construiu seu pequeno império gastronômico. A via abriga seus restaurantes —o primogênito Nino, o mediterrâneo Da Marino, o descontraído Salumeria e, agora, o novíssimo Giulietta.

É preciso abrir uma portinha dentro do salão do Salumeria para acessar o Giulietta —quase uma passagem secreta. O salão da nova casa é escurinho e tem decoração kitsch, com quadros de animais em poses aristocráticas, e machadinhos sobre a mesa. Dica para o que se encontra ali: carne, processos rústicos, lenha e brasa.

O fogo norteia a cozinha do local, que mantém a base italiana do chef, e aparece em todos os preparos feitos ali. A burrata (R$ 38), por exemplo, ganha uma crosta de massa e é assada, servida ainda quente. Já a carne cruda (R$ 40) vem sobre um osso bovino.

Entre as carnes, as costeletas de cordeiro (R$ 85) vêm com gnocco alla romana e o ossobuco de vitela (R$ 78), com risoto milanês.

R. Jerônimo da Veiga, 36, Jardim Europa, tel. 3368-6863. 46 lugares. Seg. a sáb.: 19h às 24h. $$$$  

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais