Restaurante em Moema faz pastiche tropical com barco, ocas e plantas artificiais

Recém-inaugurado Amazônico mistura receitas do Norte com culinária mundial

Anna Satie
São Paulo

Ocas feitas de plástico e metal recepcionam o visitante no recém-aberto Amazônico. É possível comer sob a estrutura —se o calor escaldante no interior não for problema.

Na varanda, um barco serve como mesa. Nas laterais, um amplo jardim –feito com plantas artificiais.

O ambiente resume o que se encontra no menu, em que os chefs nortistas Jhosy Bitencourtt e Antonio Comarú preparam pratos que fusionam a tradição amazônica à culinária mundial. Alguns exemplos são o nhoque de jambu, o risoto de frutos do mangue e a paella feita com camarões e tucupi.

Na ala das sobremesas, há o cheesecake feito com castanhas-do-pará e queijo-do-marajó —fresco, feito com leite de búfala. Outra opção é a banana-da-terra assada, acompanhada por panna cotta de canela e melaço de mandioca doce.

Banana-da-terra assada com panna cotta de canela do restaurante Amazônico
Banana-da-terra assada com panna cotta de canela do restaurante Amazônico - Renato Ribeiro/Divulgação

Para beber, há uma série de drinques autorais, como o daiquiri amazônico, feito com rum, cachaça de jambu, limão siciliano e xarope de açúcar, e a gim-tônica Kayapó, com coco, limão, alecrim e raspas de puxuri —semente nativa amazônica que lembra cravo.

De terça a sexta, o almoço-executivo, com opções de entrada, prato principal e sobremesa sai por R$ 68,90.

Ainda deve ser inaugurado um espaço para "jantares sensoriais". Com folhas secas no chão, funcionários fantasiados e óculos de realidade virtual, é “para levar a Amazônia a Moema”, como descreveu um garçom durante a visita.

 
R. Inhambu, 1.185, Vila Uberabinha, região sul, tel. 2338-2371. Ter. a qui.: 12h às 15h e 19h às 23h. Sex.: 12h às 15h e 19h às 0h30. Sáb.: 12h às 0h30. Dom.: 12h às 17h. $$$

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais