Descrição de chapéu Crítica
Restaurantes

Comidas reconfortantes sustentam menu pouco coerente do Duas Terezas

Em nova unidade do restaurante, cardápio mistura receitas da Itália e nordeste brasileiro

Josimar Melo
São Paulo

Duas Terezas

  • Quando Seg. a sáb.: 11h às 16h.
  • Onde Al. Lorena, 514, Consolação, região oeste, tel. 3884-5193. 70 lugares.

O restaurante Duas Terezas, cuja matriz fica num contêiner na Vila Butantan, abriu sua primeira filial numa rua chique de um bairro nobre (a alameda Lorena, nos Jardins) —mas não se encheu de pose. Continua uma casa simples, com decoração caseira e menu de pratos com jeito familiar.

Sua proprietária, a chef Mariana Pelozio (finalista num reality show de cozinheiros), homenageia suas avós homônimas e transfere para a mesa a herança de cada uma —Itália e nordeste brasileiro.

O mix incomum de cozinhas não dá muita coerência ao cardápio, que, apesar disso, se sustenta, já que ambas as vertentes coincidem em ter comidas reconfortantes.

De um lado, brusquetas, massas e risotos. De outro, mexidinhos de arroz e ovo com carnes, baião de dois... Tudo com preços moderados, que condizem com o astral do lugar.

Espaguete de pupunha e contrafilé do menu do Duas Terezas
Espaguete de pupunha e contrafilé do menu do Duas Terezas - Bruno Gois/Divulgação

Os resultados são bem desiguais, e é a vertente italiana que sobressai. As Olive All’ascolana são apresentadas no cardápio como azeitonas recheadas com mix de carnes, o que deveriam mesmo ser. No caso, são um bolinho de carnes com recheio de azeitonas picadas —mas saborosas e bem empanadas (R$ 27).

Também as massas são corretas, como o bucatini num bom molho de tomate, denso e sem acidez (R$ 37,90) e o fettuccine com molho delicado do cozimento da papada de porco (servida junto, bem macia, R$ 38,90).

Do lado brasileiro, o cuscuz nordestino (R$ 26), de milho, é compacto e seco e precisaria estar quentíssimo para que seu complemento de manteiga com aroeira nele derretesse e o molhasse. A rabada (R$ 42) tem um tempero consistente e boa textura, mas se perde nos acompanhamentos, purê de abóbora compacto e insosso, com sementes do legume difíceis de mastigar.

O salmão em crosta de chia e quinoa é cozido demais, servido com espaguete de abobrinha (R$ 40).

As sobremesas, porém, restauram o sabor da comida de avó, desde o brigadeiro de colher (R$ 9) até o doce de cupuaçu com creme de chocolate amargo e castanha (R$ 22).

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais