Restaurante La Tartine lança vaquinha online para não fechar as portas

Tradicional bistrô da região do Baixo Augusta quer arrecadar fundos com ajuda do público

São Paulo

Há 24 anos na região do Baixo Augusta, no centro da capital, o La Tartine é mais um dos restaurantes afetados pela pandemia. Para sobreviver ao período de crise, o bistrô lançou uma vaquinha online para arrecadar fundos.

A casa é conhecida pela charmosa decoração de motivos franceses —país que também inspira o menu servido por ali, com itens como quiches, saladas, carnes e vinho. O ambiente informal atrai também o público cinéfilo que frequenta a região, devido à proximidade com cinemas como o Petra Belas Artes e o Espaço Itaú.

O faturamento caiu 70% durante a pandemia e, por isso, não estão conseguindo pagar funcionários nem os custos fixos do local. Até o momento, já arrecadou cerca de R$ 30 mil —o objetivo é chegar aos R$ 500 mil. Para ver mais e saber como ajudar, acesse vaka.me/1287537.

Ambiente do restaurante La Tartine, na região central de São Paulo - Flávio Florido/Folhapress

Segundo Cláudia Junqueira, proprietária, a meta estipulada foi para garantir que o negócio recomece limpo, sem nenhuma dívida. "Quando a gente fez o pagamento dos funcionários no dia 20 de março, já quebrou", ela relata. "Não conseguimos pagar os fornecedores nem o aluguel, muito menos negociá-lo com a proprietária. Agora, estamos reformando o imóvel para devolvê-lo." Como o La Tartine ocupa uma casa geminada, o endereço será mantido, com espaço menor. Além disso, conta a proprietária, nenhum funcionário foi demitido.

Junqueira diz que está tentando levantar dinheiro por outros meios, como empréstimos, mas que está muito difícil. "Banco nenhum está ajudando ninguém", diz.

O bistrô operou nos últimos vezes com delivery, mas o serviço "funcionou muito pouco", relata. Agora, está com os salões abertos diariamente das 12h às 14h e das 19h às 22h, mas mantém a operação de entrega nos aplicativos Rappi e iFood.

Com os salões fechados desde meados de março, muitos restaurantes da capital paulista encerraram as atividades durante a pandemia.

A interrupção do atendimento presencial afetou desde endereços tradicionais, como o Pasv, aberto há 50 anos, até empreendimentos mais recentes e moderninhos, como o Mandíbula.

As duas casas estão entre os exemplos de negócios que não conseguiram esperar até que a capital chegasse à fase amarela da quarentena, que permite a abertura gradual de restaurantes, sob algumas condições. Para saber mais de endereços fechados, clique aqui.

La Tartine - R. Fernando de Albuquerque, 267, Consolação, região central, tel. (11) 3259-2090. Seg. a dom.: 12h às 14h e 19h às 22h. Delivery via iFood e Rappi.

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais

Mais lidas