Rede de minicafeterias The Coffee não aceita dinheiro, só cartão

Nas lojas, o cliente faz, sozinho, o pedido num tablet e o pagamento com cartão

Marina Consiglio
São Paulo

Parece que o futuro já começou. Pelo menos nos endereços que abrigam os pontos da The Coffee. Na rede de minicafeterias, o cliente faz, sozinho, o pedido num tablet e o pagamento com cartão. Depois, o barista prepara e entrega o pedido em copo para viagem.

As lojas ocupam portinhas com tamanhos entre 4 m² e 5 m² em ruas badaladas da capital. A primeira abriu em Pinheiros, em junho. Depois, ganharam unidades a Vila Olímpia e o Baixo Augusta. Já estão confirmadas unidades na região da Paulista, no Itaim e nos Jardins.

Apesar de ostentar textos em japonês e em inglês no menu, a cafeteria é importada, na verdade, de Curitiba. Mas a inspiração é, sim, o Japão —no tamanho, no uso da tecnologia, nos sabores e na decoração minimalista.

O menu tem bebidas quentes e geladas preparadas com café ou chá, que lembram mais o que se consome numa Starbucks do que nas cafeterias mais novas, que destacam grãos e métodos de preparo do café.

Mas receitas não são tão doces como as da rede americana —e são mais baratas. Entre as dicas geladas, o matcha com leite (R$ 9,20) tem pedacinhos de chocolate branco. Dos quentes, o latte com caramelo é sugestão (R$ 6,20).

Pinheiros - R. Pinheiros, 466. Seg. a sex.: 7h30 às 20h. Sáb. e dom.: 9h às 20h.

Consolação - R. Antônio Carlos, 413. Seg. a sex.: 7h30 às 22h. Sáb.: 9h às 22h. Dom.: 9h às 20h.

Vila Olímpia - R. Ministro Jesuíno Cardoso, 538. Seg. a sex.: 7h às 19h. Sáb. e dom.: 9h às 17h.

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais