Descrição de chapéu artes plásticas
Exposições

Precursora do abstracionismo, sueca Hilma af Klint inaugura o calendário da Pinacoteca 

Trajetória da artista, que escondeu do mundo as cerca de 1.200 obras abstratas que produziu, provoca reflexão sobre a história da arte

Amanda Ribeiro
São Paulo

Em meados de 1910, o russo Wassily Kandinsky (1866-1944) começou a produzir pinturas não figurativas. Isso lhe rendeu, mais tarde, o título de pai do abstracionismo. O que pouca gente sabia é que o estilo já havia sido inaugurado, quatro anos antes, pela sueca Hilma af Klint (1862-1944), que escondeu do mundo cerca de 1.200 pinturas abstratas produzidas entre 1906 e 1932. Dessas, 130 estarão na Pina_Luz, a partir de sábado (3), na mostra “Hilma af Klint: Mundos Possíveis”.

Agrupadas em séries, as obras estarão distribuídas em sete salas. Duas delas serão ocupadas pelo conjunto
“As Dez Maiores”, com dez trabalhos de cerca de três metros de altura. As  obras foram emprestadas pela Fundação Hilma af Klint, gerida pela família da artista.

Foram os parentes que guardaram, por 20 anos após a morte de Hilma, as obras que ela havia produzido. A artista deixara o desejo expresso em testamento, por acreditar que os trabalhos não seriam bem aceitos em seu tempo. “Quando começou a criar obras abstratas, ela dizia estar sob a influência de espíritos. Eles pintavam através dela e lhe pediam: não mostre para ninguém”, diz o diretor-geral da Pinacoteca e curador da mostra Jochen Volz. Imagens das obras começaram a circular na década de 1970, e a primeira mostra só aconteceu em 1986.

Para o curador, o protagonismo invisível de Hilma é um dos fatores que ressalta a importância da mostra que inaugura o calendário da Pinacoteca. “Os trabalhos de Hilma provocam uma reflexão sobre a história da arte. Ela criou o abstracionismo antes dos homens, mas ninguém sabia. Ela passou despercebida, mas, agora que sabemos, precisamos tentar reescrever a história.”

Pça. da Luz, 2, Bom Retiro, tel. 3324-1000. Seg. e qua. a dom.: 10h às 17h30. Até 16/7. Livre. Abertura 3/3. Ingr.: R$ 6. Menores de 10, maiores de 60 anos, sex. e sáb.: grátis

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais