Sebastião Salgado exibe 56 imagens inéditas de Serra Pelada

Mostra no Sesc Av. Paulista reúne cliques guardados por 30 anos da mina de ouro

Clara Balbi
São Paulo

Descoberta há 40 anos, em 1979, a mina de ouro de Serra Pelada, localizada no que hoje é a cidade de Curionópolis, no sudeste do Pará, chegou a receber 50 mil garimpeiros em seu auge.

Quando o fotógrafo Sebastião Salgado chegou lá, em 1986 —depois de seis anos tendo a sua presença negada pelas autoridades militares brasileiras— o local mais parecia um formigueiro humano, com pessoas de todo o país tentando a sorte na nova corrida do ouro.

Fotografia de Sebastião Salgado exibida em 'Gold - Mina de Ouro Serra Pelada', no Sesc Avenida Paulista
Fotografia de Sebastião Salgado exibida em 'Gold - Mina de Ouro Serra Pelada', no Sesc Avenida Paulista - © Sebastião Salgado

Apesar da aparência de confusão, o garimpo seguia uma organização rígida. A cratera de cerca de 200 metros de profundidade (antes, uma colina de 150 metros de altura) era repartida em lotes de 2 x 3 m, chamados de “barrancos”, e os trabalhadores, divididos em tarefas: havia meia-praças, cavadores, apontadores, apuradores e formigas. Além disso, eram proibidos mulheres, armas e álcool

Mais de 50 imagens em preto e branco, realizadas por Salgado ao longo de um mês na mina e guardadas por 30 anos, são exibidas pela primeira vez no Sesc Avenida Paulista a partir desta quarta (17), na mostra “Gold - Mina de Ouro Serra Pelada”.

Organizada pela mulher do fotógrafo, Lélia Wanick Salgado, e ocupando um andar inteiro da unidade, ela exibe desde impressionantes registros da tumultuada cratera, até detalhes do dia a dia dos mineiros. 

São eles o sobe e desce constante nas escadas de madeira; os corpos cobertos de lama e suor dos trabalhadores; e a frustração e euforia que acompanhava a atividade de pessoas que, muitas vezes, cruzavam o país e arriscavam a própria vida em busca do sonho (nem sempre alcançado) de enriquecer.

Fotografia de Sebastião Salgado exibida em 'Gold - Mina de Ouro Serra Pelada', no Sesc Avenida Paulista
Fotografia de Sebastião Salgado exibida em 'Gold - Mina de Ouro Serra Pelada', no Sesc Avenida Paulista - © Sebastião Salgado

Além da mostra no Sesc Avenida Paulista, na sexta-feira seguinte, 19 de julho, Salgado inaugura uma outra exposição com imagens do local na Galeria Mario Cohen.

As fotografias ainda aparecem em “Sebastião Salgado - Gold”, livro que ele lança pela Taschen no mesmo dia da abertura, às 20h. A publicação, que tem cerca de 200 páginas e custa R$ 320, retrata a trajetória de Salgado desde a autorização para visitar o garimpo. Ela também traz um ensaio do escritor e jornalista britânico Alan Riding.

Sesc Avenida Paulista - arte 1 - 5º andar - Av. Paulista, 119, Bela Vista, tel. 3170-0800. Ter. a sáb.: 10h às 21h30. Dom.: 10h às 18h30. Abertura qua. (17). Até 3/11. Livre. GRÁTIS

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais