Revolucionário da videoarte, Bruce Conner ganha mostra com caixa imersiva

Paralelo à mostra, o IMS Paulista exibe algumas obras do artista americano

São Paulo

Antes de fazer coreografias para filmes como “Era uma Vez em...Hollywood”, de Quentin Tarantino, ou lançar músicas-chiclete como “Mickey”, Toni Basil protagonizou uma das obras do artista plástico Bruce Conner, conhecido por revolucionar a videoarte. 

Em “Breakaway” (1966), a americana aparece em frames rápidos, com efeitos de alto-contraste e luz esbranquiçada que dão o tom hipnotizante e psicodélico à obra. 

Este trabalho integra a nova exposição na Galeria Bergamin & Gomide, que começa nesta terça-feira (5) e reúne cerca de 20 obras de Conner. O vídeo será exibido em uma caixa montada especialmente para a ocasião a fim de tornar a projeção uma experiência imersiva. 

 

Por ali, também estão reunidas fotografias do movimento punk das décadas de 1970 e 1980, além de desenhos, feitos em tinta sobre papel e esculturas que usam diferentes suportes, como tijolo e um pedaço laminado de madeira.

Paralelo à mostra, o Instituto Moreira Salles também participa da programação e exibe alguns vídeos do artista até 29/11, como “Assassinato Televisivo”, “Relatório” e “Crossroads”. Para ver a programação completa, acesse: ims.com.br.

Galeria Bergamin & Gomide - R. Oscar Freire, 379, lj. 1, Cerqueira César, tel. 3853-5800. Seg. a sex.: 10h às 19h. Sáb.: 10h às 15h. Até 20/12. Livre. Abertura ter. (5), às 18h. bergamingomide.com.br. Grátis. 

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais

Mais lidas