Exposição reúne 81 fotos de esculturas de Aleijadinho

Detalhe da escultura de São João da Cruz, na igreja de Nossa Senhora do Carmo (Sabará/MG), de Aleijadinho (foto) - Crédito: Horacio Coppola/Acervo IMS

O Instituto Moreira Salles (centro de São Paulo) inaugura, nesta quarta-feira (18), a exposição "Luz, Cedro e Pedra - Esculturas do Aleijadinho fotografadas por Horacio Coppola". A entrada é gratuita.

A retrospectiva do artista argentino, morto no mês passado, aos 105 anos, reúne 81 imagens feitas por ele das obras do escultor brasileiro Aleijadinho (1730-1814) nas cidades mineiras de Congonhas do Campo, Sabará e Ouro Preto, em 1945.

Antonio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, foi compreendido por Coppola como artista integral --arquiteto, escultor e "ornamentista sacro".

Figura central da fotografia latino-americana do século 20, Coppola ficou conhecido por registrar as transformações de Buenos Aires, Argentina, na década de 1930.

Nessa época, publicou duas fotografias na primeira edição do "Evaristo Carriego", de Jorge Luis Borges, e estampou um ensaio fotográfico na revista "Sur".

A mostra tem curadoria de Luciano Migliaccio, professor do Departamento de História da Arquitetura e Estética do Projeto da FAU/USP.

Acesse o site Catraca Livre para saber informações sobre eventos gratuitos ou populares.

Informe-se sobre o evento

Imagem de São João Evangelista Adormecido (foto), de Aleijadinho, integra a exposição de Horacio Coppola no IMS
Imagem de São João Evangelista Adormecido (foto), de Aleijadinho, integra a exposição de Horacio Coppola - Crédito: Horacio Coppola/Divulgação/Acervo Instituto Moreira Salles

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais