Descrição de chapéu SP-Arte 2018
Exposições

Galerias levam coleções de artistas específicos e de grandes nomes dos anos 1980 à SP-Arte

Setores Solo e Repertório têm curadoria de Luiza Teixeira de Freitas e de Jacopo Crivelli Visconti, respectivamente

ÚRSULA PASSOS
São Paulo

 

Solo

Entre as galerias da SP-Arte, 16 participam do setor Solo, dedicado a projetos voltados a obras de um único artista. Pela terceira vez, a curadoria é de Luiza Teixeira de Freitas, carioca radicada em Lisboa que já colaborou em mostras da Tate Modern, em Londres.

Sete galerias brasileiras e nove estrangeiras, de países como Portugal, Espanha, Rússia, Argentina, México e África do Sul, apresentam seus eleitos. Entre os destaques, estão nomes como o da chilena Lotty Rosenfeld e o do croata Mladen Stilinovic. Conheça alguns deles:

Ilya Fedotov-Fedorov - Fragment Gallery (Moscou)
O artista russo, que estudou bioengenharia, usa materiais naturais como madeiras e conchas em seus trabalhos 

Lotty Rosenfeld - Aninat Isabel Galeria (Santiago)
A artista chilena, que tem obras em acervos como o do MoMA e o da Tate, faz instalações e intervenções no espaço público

Marina Weffort  - Cavalo (Rio de Janeiro)
A natureza-morta é tema recorrente nas pinturas e objetos da artista paulistana, que trabalha com tecidos e madeira

Mladen Stilinovic - Espaivisor (Valencia)
O artista conceitual croata foi um dos principais nomes da arte contemporânea de seu país e tem obras em acervos como o do Centro Georges Pompidou e o do MoMA

Túlio Pinto - Galeria Baró (São Paulo)
O escultor brasiliense trabalha pesos e densidades em obras feitas com ferro, aço, vidro e madeira

Repertório

Na segunda edição deste recorte temático, o curador Jacopo Crivelli Visconti põe em diálogo trabalhos produzidos nos anos 1980. As 13 galerias participantes mostram obras de artistas renomados, como o americano nascido na Alemanha Josef Albers e o francês Christian Boltanski.

Chen Zhen - Galleria Continua (San Gimignano)
O artista conceitual de Xangai abordou os paradoxos entre a China tradicional e a moderna

Christian Boltanski  - Marian 
Goodman Gallery (Nova York)
Importante nome da arte contemporânea francesa, é conhecido por instalações que remetem à memória e à contemplação

Josef albers - Cayón (Madri)
Nome de peso da arte, tem importante estudo de cores; a galeria expõe ainda obras de Fred Sandback e Yves Klein

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais