Exposição retrata a vida de refugiados da Palestina por meio de fotos

Quem passar pelo Centro Cultural São Paulo até o dia 15/3 deve esticar o passeio até a área da biblioteca. É lá que está a exposição fotográfica "A Longa Jornada", que faz um registro histórico e humanitário da vida dos refugiados da Palestina.

A seleção de 40 imagens faz parte do acervo da Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina e Oriente Médio (UNRWA). A instituição presta assistência, desde 1949, à população que migrou para as regiões da faixa de Gaza, Cisjordânia, Jordânia, Líbano e Síria por conta dos conflitos árabe-israelenses.


Dispostas em um espaço expositivo que lembra um caracol, desenvolvido pelo arquiteto Marko Brajovic, a exposição retrata as condições e desafios enfrentados pelos refugiados. O visitante pode entrar no espaço e acompanhar imagens e legendas.

As fotos, em sua maioria pretas e brancas, datam desde os anos 1940, quando ocorre a guerra, até os anos 2000 —incluindo um registro da visita do então governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, a uma escola para meninas em Shuafat, bairro de Jerusalém.

Elas servem também como um documento da atuação da agência das Nações Unidas, mostrando a evolução dos serviços de saúde, educação e formação profissional em seus campos de operação.

Informe-se sobre a exposição

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais

Mais lidas