Gostou de 'Round 6'? Conheça 5 séries parecidas com o sucesso da Netflix para maratonar

Saiba a que assistir após a produção coreana de terror que aparece entre as mais vistas

São Paulo

Um misterioso jogo em que participantes disputam cerca de US$ 40 milhões –ou R$ 215 milhões– embala a nova série da Netflix “Round 6”, que se tornou um sucesso instantâneo na plataforma. Lançada em 17 de setembro, a primeira temporada da produção passou a última semana entre os conteúdos mais vistos no streaming e inundou as redes sociais.

Na série dirigida por Dong-hyuk Hwang, pessoas cheias de dívidas impagáveis arriscam a vida para ganhar a recompensa milionária no enigmático jogo comandado por um homem mascarado. A única regra é sobreviver até a última rodada da competição, formada por brincadeiras infantis tradicionais, como o cabo de guerra. Só que, ali, esses jogos se tornam mortais e muitos são assassinados até o fim da gincana.

A trama é recheada de dilemas morais. Afinal, com a quantidade de dinheiro envolvida, a vida de outros participantes começa a importar cada vez menos para os competidores. A produção também marca o sucesso que o cinema coreano vem registrando ao redor do mundo nos últimos anos.

Para aqueles que já assistiram aos nove episódios da primeira temporada de “Round 6” sem conseguir tirar os olhos da tela, é possível aproveitar outras séries que também são de roer as unhas e estão disponíveis nas plataformas de streaming.

Confira a seguir outros cinco títulos para dar o play e seguir na mesma toada do seriado coreano enquanto a sua segunda temporada não estreia.

Alice in Borderland
Baseada no mangá de mesmo nome, a série japonesa exibe pessoas que são obrigadas a participar de jogos de sobrevivência em uma Tóquio distópica. O diretor, Shinsuke Sato, é o mesmo de outras adaptações famosas do universo dos mangás, como "GantZ", de 2010, considerado uma influência em "Alice in Borderland".
Japão, 2020. Direção: Shinsuke Sato. Com: Kento Yamazaki e Tao Tsuchiya. 16 anos. Uma temporada na Netflix


3%
A primeira produção brasileira da Netflix conta a história de uma sociedade distópica, onde só 3% da população têm acesso a certo conforto conseguido a partir de bens materiais. Na reta final, o atrito entre os habitantes do Maralto e da Concha pode levar à guerra.
Brasil, 2016. Criação: Pedro Aguilera. Com: Bianca Comparato, Rodolfo Valente e João Miguel. 16 anos. Quatro temporadas na Netflix


The Purge
Baseada na franquia de filmes homônima, a trama exibe uma Nova York paralela onde uma lei libera crimes violentos, incluindo homicídio, incêndio e roubo, durante 12 horas. A série mostra várias histórias diferentes de pessoas durante essas noites violentas, apelidadas de expurgo.
EUA, 2018. Criação: James DeMonaco. Com: Gabriel Chavarria, Jessica Garza e Hannah Emily Anderson. 18 anos. Duas temporadas no Amazon Prime Video


Sweet Home
Apocalipses e catástrofes terrestres são temas que costumam ser populares na Netflix. No drama coreano de terror “Sweet Home”, algumas pessoas se transformaram em monstros para aterrorizar os poucos humanos que sobraram. A série é baseada em um webtoon, ou seja, em mangás publicados apenas na internet.
Coreia do Sul, 2020. Criação: Lee Eung-bok. Com: Song Kang, Jin-wook Lee e Lee Si-young. 16 anos. Uma temporada na Netflix


The Society
A produção foi cancelada pela Netflix após a segunda temporada ser atrasada por causa da pandemia. Nos capítulos disponíveis, todos os pais dos jovens da cidade desaparecem em apenas um dia. Sem saber para onde foram nem quando vão voltar, os adolescentes se dividem em grupos para conseguir sobreviver em uma nova sociedade.
EUA, 2019. Criação: Christopher Keyser. Com: Kathryn Newton, Gideon Adlon e Sean Berdy. 16 anos. Uma temporada na Netflix

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais